Rondônia, sábado, 19 de agosto de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Nacional

Publicado em Quinta, 17 de Julho de 2008 - 19h13

Aneel deve homologar construção de Jirau na próxima semana

Agnoticias


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) tem até o dia 23 de julho para homologar leilão da hidrelétrica de Jirau – a segunda usina no rio Madeira. O consórcio vencedor o grupo Suez Energy – Energia Sustentável, ganhou o leilão realizado pelo governo federal em maio por oferecer um preço 22% menor que o valor estabelecido de R$ 91 megawatt/hora (MWh).O grupo propôs a modificação do local de construção da usina. A idéia é construí-la na região conhecida como Caldeirão do Inferno, localizada a nove quilômetros do local inicial. Se essa modificação nas obras for aceita, a usina fará uso de recursos hídricos mais rentáveis em produção de energia, aproveitando melhor a queda d’água da região, segundo alega o grupo Suez.

A alteração do projeto inicial, entretanto, não foi aceita pelo grupo Jirau Energia - formado pelas empresas Furnas e Odebrecht. O consórcio protocolou um recurso na Aneel contendo 13 páginas, expondo as irregularidades no leilão. Entre elas estão que o grupo: não obedeceu às regras básicas do edital e da lei de licitação, bem com a documentação exigida pelo edital estão irregulares.

Na última terça-feira (15/07) a Comissão de Licitação da Aneel tirou da pauta da reunião, o recurso do Jirau Energia que questiona a veracidade dos documentos da Energia Sustentável. A agência que mais tempo para analisar o recurso, que voltará à pauta na reunião na próxima terça-feira dia 22, já que no dia 23 vence o prazo para a homologação do leilão de Jirau.

O impasse das mudanças de Jirau e os possíveis atrasos nas obras reforçam a necessidade da construção das Linhas de Transmissão de Energia Jauru (MT) – Vilhena (RO). O chamado “Linhão”, prevê o abastecimento da região Norte e do resto do País com energia gerada pelo Rio Madeira. Além disso, a obra beneficiará os estados de Rondônia e do Acre com a geração de emprego e reduzirá o tributo Conta de Consumo de Combustível (CCC), cobrado nas contas de luz de todos os brasileiros para pagar a produção elétrica das usinas termelétricas movidas à queima de óleo diesel na região Norte.

Linhão - O objetivo do Linhão é conectar a região Norte ao Sistema Interligado Nacional (SIN) com a finalidade de escoar o excedente da produção elétrica para as demais regiões ligadas ao SIN. Licitadas em 2006, as obras das linhas de transmissão deveriam ser finalizadas em até 18 meses após a assinatura do contrato assinado em abril de 2007. Sua construção, entretanto, está parada por questões políticas.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Todos os direitos reservados. As notícias veiculadas nos blogs, colunas e artigos são de inteira responsabilidade dos autores.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions