Rondônia, domingo, 20 de agosto de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Nacional

Publicado em Sexta, 19 de Junho de 2009 - 18h34

Presídio federal deve começar a receber detentos em 15 dias

Marco Antonio Soalheiro


Brasília - A Penitenciária Federal de Porto Velho - terceira unidade do Sistema Prisional Federal (SPF) – inaugurada hoje (19) na capital de Rondônia começará a receber os detentos em 15 dias. A previsão foi feita pelo diretor do SPF do Ministério da Justiça, Wilson Damazio. A unidade poderá abrigar até 208 presos em celas individuais.“Nós inauguramos hoje, estamos resolvendo pequenas pendências administrativas, e acredito que em no máximo 15 dias já poderemos ocupar com pelo menos 52 presos” , disse Damazio à Agência Brasil.

Os presos a serem custodiados na nova unidade federal serão os líderes de facções criminosas ou aqueles que, por seu perfil de violência, mereçam sair do sistema prisional dos estados. A prisão é dotada de 280 câmeras de vigilância e de outros equipamentos sofisticados de segurança. Trabalharão no local 250 agentes e mais 50 técnicos, entre os quais estão incluídos médicos, dentistas e psiquiatras.

“Determinados presos exercem nefastamente a liderança nos presídios estaduais e serão retirados de lá para cumprir pena nas unidades federais. Hoje temos de 23 a 24 estados que mandaram presos para o sistema federal”, ressaltou Damazio.

O SPF estima que desde a implantação das unidades prisionais federais – as duas primeiras foram em Campo Grande (MS) e Catanduvas (PR) houve uma redução de 70% na ocorrência de rebeliões, atentados a diretores de presídios ou ameaças a juízes nos estados. Esta semana 12 presos de Alagoas foram transferidos para Catanduvas (PR). “Eram presos de altíssima periculosidade que estavam ameaçando e matando outros presos”, informou.

Além do isolamento dos presos perigosos, o modelo de detenção das unidades federais também tem como premissa a garantia de condições para a ressocialização do apenado, em respeito à normas da Lei de Execuções Penais (LEP), constantemente violadas em diversas prisões estaduais.

“Nossa penitenciária é preparada para servir de paradigma aos estados onde, hoje, a superlotação impossibilita o trabalho de ressocialização. Temos como oferecer estudo, capacitação profissional assistência religiosa, algumas opções de lazer, além de respeitar os direitos do preso como o do banho de sol, de visita íntima e de encontros com advogados”, disse Damazio. “Todos os direitos preconizados na LEP a gente procura atender para que as organizações não governamentais ou conselhos não criem obstáculos a este tipo de cumprimento de pena”, acrescentou.

O Sistema Penitenciário Federal abriga hoje cerca de 300 presos. O SPF já tem 800 solicitações para receber novos detentos a serem analisadas. A demanda, entretanto, só poderá ser atendida plenamente a partir do próximo ano, quando estarão em funcionamento mais cinco unidades previstas com capacidade de receber 1.040 presos.

No próximo dia 3 de Julho será inaugurado e imediatamente ocupado em Mossoró (RN) o quarto presídio federal. A quinta e última unidade será construída em Brasília, próximo ao Complexo da Papuda.

“Temos o terreno, o estudo de solo e estamos construindo o projeto básico para abrir a licitação. A obra deve começar este ano e ser concluída em 2.010”, informou Damazio.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions