Rondônia Agora
Ler Últimas Notícias

Procurar por

Artigos

Quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012 - 11:36

Gérson Costa

A INEVITÁVEL CASSAÇÃO DE VALTER ARAÚJO

Por: GÉRSON COSTA

 

"Agora, mais do que nunca o eleitor enganado por alguns dos seus representantes espera uma punição exemplar para os envolvidos na roubalheira."

 

A Assembléia Legislativa retoma as atividades na próxima semana com uma grande expectativa da população sobre o futuro do ex-deputado estadual Valter Araújo foragido da Justiça há 51 dias. Desde a deflagração da Operação Termópilas, quando todos conheceram os métodos da quadrilha liderada pelo ex-deputado para saquear os cofres do Estado, os membros da Casa ficaram fragilizados, atônitos e cobrados por todos os lados por uma reação rápida e eficaz para moralizar o Parlamento. Imaginou-se que o recesso parlamentar, que acaba na próxima terça-feira, esfriaria os ânimos, as cobranças e a sede popular por vingança. Ledo engano. Agora, mais do que nunca o eleitor enganado por alguns dos seus representantes espera uma punição exemplar para os envolvidos na roubalheira.

Quando assumiu de fato a presidência da Assembléia Legislativa, o deputado José Hermínio (PSD) mostrou a todos que tem coragem e que está com disposição de resgatar a imagem do Poder Legislativo e fazer a Casa cumprir seu verdadeiro papel de fiscalizar as ações do Executivo. Por decisão de Hermínio, a Comissão Processante foi criada e seus dois membros Ribamar Araújo (PT) e José Lebrão (PTN) aguardam a indicação de outros três deputados para começar o trabalho de investigação e ao final propor a punição para Valter Araújo e os 7 membros da Assembléia denunciados no esquema de corrupção.
Embora essa missão seja impopular internamente, a Mesa precisa buscar perfis de parlamentares compromissados com a Casa e sem medo de ameaças para compor o restante da Comissão Processante. Jesualdo Pires (PSB), Glaucione Rodrigues (PSDC) e Adelino Follador (DEM) seriam ideais para se debruçar sobre as investigações da Termópilas. Essas três pessoas tem todas as condições morais, éticas e ilibadas para pedir a cassação do ex-deputado Valter Araújo e punição exemplar para os deputados afastados da Mesa citados nos diálogos da Polícia Federal.

Os parlamentares precisam entender que a Comissão Processante é um tribunal político acima de tudo. A professora Maria Cláudia Bucchianeri, mestre em Direito pela Universidade do Estado de São Paulo, explica que o processo de cassação de mandato por quebra de decoro pretende proteger ou restabelecer a imagem, a honra objetiva do Parlamento. E esta honra objetiva, como é da natureza mesma das coisas, pode ser atingida por situações e comportamentos ainda não terminantemente comprovados. Isto porque a opinião pública e a sociedade civil não necessitam de provas irrefutáveis acerca de determinado episódio para que, analisando este mesmo episódio, formem um juízo de desvalor sobre a confiabilidade e a dignidade do Parlamento.

À luz do comentário da professora Maria Cláudia, chegamos a conclusão que o comportamento criminoso do ex-deputado Valter Araújo, comprovados por escutas telefônicas, depoimentos de outros membros do bando e provas ainda não divulgadas a imprensa, enseja a sua cassação por quebra de decoro. A não ser que a sua defesa, um caso até irônico porque o cidadão está escondido há 51 dias, seja convincente ao ponto dos deputados entenderem que ele não teve culpa alguma, possibilidade muito remota porque até seus companheiros não querem parar no fundo do poço. 

Portanto, nobres deputados, a população aguarda com expectativa o desdobramento da Comissão Processante e o destino do ex-deputado Valter Araújo. Depois de moralizar o Parlamento, aí sim os deputados terão condições de investigar a conduta dos membros do Poder Executivo, sacudido nesta semana com as notícias desencontradas sobre a delação premiada do ex-secretário-adjunto da Saúde, José Batista da Silva. Já diz o velho ditado, onde há fumaça, há fogo. E quem tem medo, deve.

* O autor é jornalista

Fonte: Gérson Costa

Autor: Gérson Costa

Versão para impressão Indique este arquivo Comente a notícia

Comente pelo Facebook


Articulistas






Clickweb Agência Digital