Rondônia Agora
  • Geral
  • Política
  • Polícia
  • Cidades
  • Nacional
  • Artigos
  • Todas as Matérias
  • Concursos
  • Redação
  • Publicidade

Geral

Terça-feira, 13 de agosto de 2013 - 09:31

Campo

Governador recebe a pauta dos trabalhadores rurais do Grito da Terra Estadual

A diretoria da Federação os Trabalhadores na Agricultura e Rondônia (FETAGRO) e dirigentes dos Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs), com apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT), entregaram a pauta da edição de 2013 do Grito da Terra Estadual ao governador de Rondônia Confúcio Moura, em audiência realizada nesta segunda-feira, 12 de agosto, na sede da Procuradoria Geral do Estado (PGE), em Porto Velho.

A pauta do Grito da Terra Estadual, uma grande mobilização da agricultura familiar, é ampla e propõe políticas públicas para agricultores e agricultoras familiares. O documento apresenta 106 itens, organizados por 13 pontos centrais que fazem referencia a temas como regularização fundiária e ambiental; organização da produção; fim dos conflitos agrários; habitação rural; educação do campo; saúde, esporte, cultura e lazer do/no campo; segurança pública do/no campo; meio ambiente; crédito fundiário; assalariados (as) rurais.

O presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, iniciou a audiência destacando o importante trabalho conjunto realizado entre a Federação e os Sindicatos para a construção de uma pauta de reivindicações com demandas abrangentes e fundamentais para agricultura familiar em todo Estado. O dirigente apresentou todos os pontos centrais do documento e solicitou que seja construída uma agenda de negociações na próxima semana com as secretarias e órgãos relacionados. O governador acenou positivamente a essa possibilidade e mostrou-se aberto ao diálogo.

“O nosso desejo é que possamos fazer uma grande negociação e ter as nossas reivindicações atendidas. Essa pauta ainda apresenta pontos da pauta passada que não foram atendidos. E, por isso, nos desafiamos a avançar mais”, disse Fábio Menezes. O governador Confúcio Moura se comprometeu em estudar a pauta e encaminhá-la às secretarias respectivas as demandas pontuadas, garantindo uma resposta honesta e positiva. “Vejo que será possível atender em sua maioria a pauta”, garantiu. A audiência também contou com a participação da CUT, representada pelo presidente Itamar Ferreira e o vice José Cícero.

SOBRE O GRITO DA TERRA – O Grito da Terra acontecerá nos dias 27 e 28 de agosto, em Porto Velho; e reunirá mais de cinco mil trabalhadores e trabalhadoras rurais, reivindicando, propondo e negociando políticas públicas para o campo. O Grito da Terra é uma ação de massa dos trabalhadores e trabalhadoras rurais, instituído na década de 90 para servir de espaço permanente de negociação de políticas públicas para a agricultura familiar e os povos do campo. É a data base de negociação da classe trabalhadora rural da agricultura familiar com o poder público constituído.

Fonte: Assessoria

Autor: Assessoria

Versão para impressão Indique este arquivo

Comente pelo Facebook


Clickweb Agência Digital