Rondônia Agora
  • Geral
  • Política
  • Polícia
  • Cidades
  • Nacional
  • Artigos
  • Todas as Matérias
  • Concursos
  • Redação
  • Publicidade
Ler Últimas Notícias

Procurar por

Polícia

Sábado, 24 de março de 2012 - 09:15

Tráfico

PF explica prisões realizadas em Vilhena

A delegacia de Polícia federal de Vilhena divulgou na tarde desta sexta-feira, 23, as fotos dos dois motoristas cujas prisões resultaram numa operação que também levou para a cadeia uma quadrilha de traficantes que atuava na região.

De acordo com as informações da PF, os dois caminhoneiros, apanhados no ano passado, transportando cocaína (veja nomes e detalhes nas fotos) trabalhavam para os líderes da quadrilha, que caíram esta semana. Um dos traficantes foi preso em Vilhena.

Os policiais federais cumpriram os mandados de prisão na quarta-feira (21) em Rolim de Moura, Vilhena e Alto Alegre dos Parecis, durante a operação batizada de “Pinheiro do Paraná”. Entre os presos estão Marcos André Lira de 28 anos e José Luiz Lira de 52, pai e filho, acusados de tráfico de drogas. De acordo com a investigação, ambos comandavam um esquema que transportava pasta base de cocaína da Bolívia para as regiões sudeste e sul do país.

De forma simultânea, agentes da PF iniciaram o cerco aos acusados por volta das 06h. Marcos foi preso em Vilhena, num ferro velho de propriedade da família. Já seu pai foi preso em casa, em Rolim de Moura. Segundo informações da PF, o transporte da droga era feito sempre em caminhões, escondida dentro dos pneus. No ano passado, dois carregamentos de entorpecente da quadrilha haviam sido interceptados pelos policiais - um em Curitiba e outro em São Paulo capital.

Com as informações, os policiais chegaram também a outros integrantes do grupo. Também foram presos Gilberto Assalin de 65 anos, Aloni de Lima Santana de 19 anos e Diego Michel Máximo da Fonseca de 22 anos. O primeiro mora em Rolim de Moura e os outros dois foram presos no município de Alto Alegre dos Parecis.

A PF também cumpriu mandados de busca e apreensão de veículos de luxo de propriedade da quadrilha. Um Camaro, um Corolla e um Golf foram levados pela polícia. Os agentes também encontraram uma pistola e munição na casa de José Luiz em Rolim de Moura. Todos os presos foram encaminhados para a delegacia federal de Pimenta Bueno para prestar depoimento. Havia pelo menos cinco meses que o bando era investigado com a suspeita de tráfico de drogas.

BORRACHARIA - Segundo detalhes da investigação, uma borracharia localizada no bairro Cidade Alta em Rolim de Moura era utilizada pela quadrilha para alojar a droga nos pneus dos caminhões de José Luiz. De acordo com testemunhas, havia pelo menos dois meses que o próprio Marcos havia comprado toda a estrutura e alugado o prédio onde o empreendimento funcionava. Para os policiais, o trabalho servia apenas de fachada para a prática criminosa.

Fonte: Extra de Rondônia

Autor: Extra de Rondônia

Versão para impressão Indique este arquivo Comente a notícia

Comente pelo Facebook


Articulistas



Clickweb Agência Digital