Rondônia, quarta-feira, 18 de outubro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quarta, 25 de Março de 2009 - 10h33

Calcário: Jesualdo pede a liberação da mina de Pimenta Bueno ao Ibama

Carlos Neves


Ao lembrar que neste mês de março está completando um ano que o Ibama interditou a mina de calcário do município de Pimenta Bueno, o deputado Jesualdo Pires (PSB), em discurso da tribuna da Assembléia Legislativa na tarde desta terça-feira (24), solicitou a sua liberação “porque quem está sofrendo com essa proibição são os agricultores que estão impedidos de recuperarem suas terras para o cultivo da lavoura”.Jesualdo Pires disse considerar como grande falta de sensibilidade a decisão tomada pelo Ibama no ano passado. “Como é que o agricultor vai poder produzir sem o calcário? Todos querem que não haja desmatamento, o que concordamos, mas é preciso dar condições para que os agricultores fiquem em seus lotes de terra. Peço a sensibilidade do Ibama no sentido de rever sua decisão de interdição da mina de calcário, pois sem esse produto fica difícil recuperar a terra para o plantio”, argumentou o parlamentar.

Na ocasião, o deputado Luizinho Goebel (PV), em aparte, disse que os rondonienses têm que ir comprar calcário no Mato Grosso, por conta da interdição da mina de Pimenta Bueno, e pediu ao Ibama que seja sensível e libere a mina rondoniense. Ele disse que o governo estadual está disposto a ajudar no transporte do calcário de Pimenta Bueno em caso da liberaçãoB.

No entendimento de Jesualdo, o Ibama está faltando com respeito para com o agricultor de Rondônia. Observou que o maior custo do calcário não é o produto, mas o seu transporte. Já o deputado Ribamar Araújo (PT) citou que quem mais foi prejudicado com o fechamento da mina de calcário de Pimenta Bueno foi a capital Porto Velho, já que entende que custa muito caro trazer o calcário do Mato Grosso. “Rondônia já foi prejudicado com a questão do meio ambiente e, agora, sofre a interdição de mina de calcário”, e assegurou que Secretaria Municipal de Agricultura de Porto Velho tem plano para transportar o calcário para atender os agricultores do município. Há carro para isso, visto que a terra de Porto Velho precisa do calcário para melhorar seu cultivo.

Jesualdo, por sua vez, pediu apoio à bancada federal para solucionar a questão junto ao Ibama. Destacou o trabalho da senadora Fátima Cleide e do deputado federal Anselmo de Jesus, ambos do PT, e anunciou o encaminhamento de documento a todos os senadores e deputados federais para intercederem junto ao Ibama para a liberação do calcário da mina de Pimenta Bueno. Em seguida, também solicitou o apoio do presidente Neodi Carlos (PSDC) nessa luta. Neodi, imediatamente, disse que já está trabalhando pela liberação da mina. Falou que já esteve em Brasília juntamente com o governador Ivo Cassol e levou essa reivindicação ao Ministério do Meio Ambiente. “Rondônia precisa urgentemente desse calcário de Pimenta Bueno. O agricultor rondoniense só pagará o calcário, pois o transporte será de graça dado pelo governo”, completou o presidente da Assembléia Legislativa.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions