Rondônia, segunda-feira, 25 de setembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Quarta, 03 de Setembro de 2008 - 08h47

Ex-senador do Acre será conselheiro de consórcio de usina em Rondônia

UOL


Suplente de Marina Silva (PT-AC) no Senado e sem cargo desde que a ex-ministra do Meio Ambiente voltou à Casa, o petista Sibá Machado foi nomeado, no último dia 27, conselheiro administrativo do consórcio Energia Sustentável do Brasil, que vai construir e operar a hidrelétrica de Jirau, no rio Madeira, em Rondônia.Ele afirma que deverá receber um salário bruto de cerca de R$ 11 mil para atuar como "representante da comunidade" no conselho, que tem dez integrantes e se reúne uma vez por mês em Porto Velho (RO).

O consórcio é formado pelas empresas Suez Energy (franco-belga), Camargo Corrêa Investimentos e pelas estatais Chesf (Companhia Hidro Elétrica do São Francisco) e Eletrosul.

A construção se tornou alvo de polêmica após o consórcio anunciar que pretende mudar o local do projeto original da usina, o que ainda pode levar o empreendimento a uma disputa judicial. A idéia será analisado ainda pelo Ibama e por duas agências reguladoras --a mudança já foi avalizada pelo TCU (Tribunal de Contas da União).

Sibá, que estava se dedicando ao seu mestrado e à campanha de Raimundo Angelim (PT) à reeleição em Rio Branco (AC), será conselheiro por dois anos.

O ex-parlamentar foi indicado pelas estatais para ser um dos dois conselheiros independentes --que não tem vínculo com as empresas-- do grupo.

Segundo o consórcio, Sibá, que é geógrafo, tem "experiência na questão socioambiental e conhecimento na área".

"Vou acompanhar de perto os trabalhos em Porto Velho. Há uma espécie de compromisso na América Latina de integração na região para infra-estrutura, transporte e energia elétrica. Se eu voltar a ser parlamentar, quero me dedicar a esse tema", disse o ex-senador, que afirmou não haver problemas no fato de assumir o posto por não ser cargo de direção.

No Senado, Sibá chegou à presidência do Conselho de Ética, em maio de 2007, durante a crise que culminou na renúncia de Renan Calheiros (PMDB-AL) como presidente da Casa. Pressionado, Sibá deixou o conselho um mês depois.

Integrou CPIs, como a do Mensalão, e presidiu uma subcomissão no Senado sobre águas, cuja metas é mapear a situação de bacias hidrográficas.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions