Rondônia, domingo, 24 de setembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Política

Publicado em Sexta, 14 de Março de 2008 - 10h56

Expedito Júnior volta a cobrar aprovação da PEC da Transposição na Câmara

RONDONIAGORA.COM


A transposição dos servidores do ex-Território de Rondônia para a União voltou a ser tema de discurso do senador Expedito Júnior (PR/RO), hoje, no plenário do Senado. A Proposta de Emenda à Constituição já aprovada no Senado Federal está parada na Câmara dos Deputados, onde aguarda inclusão na pauta de votações. Ontem, durante a sessão do Congresso Nacional que aprovou o Orçamento da União, o senador abordou o assunto e apelou para que a votação da matéria seja rápida.Expedito Júnior considera a transposição uma das principais reivindicações do povo de Rondônia. Pelo menor 20 mil servidores públicos deveriam ser transferidos para a União quando o Território de Rondônia foi transformado em Unidade da Federação.

O senador citou que a autora da PEC, a senadora Fátima Cleide (PT/RO), é do partido do Presidente da República e que, por isso, mereceria ter recebido mais atenção do Governo. Expedito Júnior anunciou que já recebeu apoio de líderes de partidos no Senado, como o PR, PSDB e PFL, além do presidente do Senado, senador Garibaldi Alves (PMDB/RN).

A tentativa de Expedito Júnior é que a PEC da Transposição entre na lista de matérias do Senado que devem ter prioridade na Câmara. O acordo seria para que projetos paralisados da Câmara sejam votados no Senado, e os projetos do Senado que estão paralisados sejam votados na Câmara rapidamente.

“Não se compreende como é que essa matéria, já votada no Senado, da iniciativa de uma senadora do PT e que conta com o apoio do Líder do PMDB e dos Líderes dos Partidos de Oposição, ainda não foi votada na Câmara”, disse o senador de Rondônia.

Expedito Júnior ressaltou que a transposição dos servidores representa uma questão de Justiça. “Rondônia não teve o mesmo tratamento que Roraima e Amapá, por exemplo. Por que tudo para os outros e nada para Rondônia?”, questionou.

O senador recebeu apartes do senador Romeu Tuma (PTB/SP), que presidia a sessão, e do senador José Agripino Maia (RN), líder do DEM. Os parlamentares parabenizaram o senador pela luta em prol do Estado e apoiaram o pedido.

CPMF

Expedito Júnior fez o pronunciamento na presença de sua mãe, Maria Rodrigues Ferreira, e do irmão, Sidney Gonçalves Ferreira, que estavam no plenário. Vários senadores, como Mão Santa (DEM/PI), Kátia Abreu (DEM/TO), Wellington Salgado (PMDB/MG e Romeu Tuma (PTB/SP) saudaram mãe do senador. Expedito Júnior aproveitou o discurso para dizer que seu voto contrário à aprovação da CPMF partiu dela, que cobrava sua posição contrária todas as vezes que ia a Rondônia. “Está aqui a responsável pela nossa votação, da CPMF. Respeitei a opinião dos líderes e até do Presidente Lula, que pedia o nosso voto a favor da CPMF. Mas eles tinham uma concorrente cujo pedido eu não tinha jeito de negar”, afirmou.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions