Rondoniagora.com

Rondônia, 16 de Agosto de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Cidades

CLIMA TENSO EM BOM FUTURO: TIROTEIO NO MEIO DA MATA E PONTES INCENDIADAS

Quinta-feira, 14 Novembro de 2013 - 08:22 | RONDONIAGORA e COMANDO 190


CLIMA TENSO EM BOM FUTURO: TIROTEIO NO MEIO DA MATA E PONTES INCENDIADAS
Um comboio da Polícia Federal, Polícia Militar, Ibama e Força Nacional de Segurança foi atacado na quarta-feira quando retornava de uma Operação de "Desintrução" em uma área da Flona Bom Futuro, onde vários sem-terra invadiram uma grande área da reserva e resistiam à saída, mesmo com ordem judicial. Durante a Operação, houve várias prisões e quando o comboio já estava retornando para Buritis, se deparou com uma ponte em chamas. Houve uma intensa troca de tiros com vários homens que estavam escondidos no meio do mato e um sem-terra acabou baleado na perna.

Desde a manhã de quarta-feira, cerca de 300 moradores do Distrito de Rio Pardo estão protestando contra a Operação que está acontecendo na Floresta Nacional do Bom Futuro, a aproximadamente 100 km de Buritis. Nesta operações, homens da Força Nacional, Polícia Militar, Polícia Federal e Ibama integram forças para manter a Ordem e a Lei naquela região.

Durante a Operação, vários invasores foram presos e quando o comboio de viaturas composta por militares e federais estavam conduzido os detidos até a cidade de Buritis, se depararam com a ponte incendiada, na Linha 6. Sem saída, os policiais desembarcaram das viaturas e foram cercados por vários homens armados. Então, se iniciou um tiroteio e um sem-terra acabou baleado na perna.
Em continuação à represália, os invasores derrubaram árvores e montaram várias barreiras ao longo da única estrada que liga o Distrito ao município de Buritis. Segundo informações de um dos invasores, cerca de 12 viaturas policiais e 40 homens estão cercados, pois a única saída é a pé.

Há alguns dias, cerca de 200 sem-terras foram retirados da Reserva e, segundo a Associação Boa Esperança, estas famílias seriam remanejadas para outras terras, o que não aconteceu. Ainda de acordo com a Associação, os invasores pedem a reabertura de negociação entre Governo do Estado e ICMBIO – Instituto Chico Mendes, para permuta de áreas públicas que permita que os mesmos permaneçam nas terras, que inclusive já se encontram desmatadas. Várias guarnições da Polícia Militar já se deslocaram para a região para reforçar o policiamento e resgatar os outros policiais que estão cercados. O clima na região é tenso.

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News