Rondônia, quinta-feira, 29 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Quarta, 06 de Agosto de 2014 - 08h38

Deputado denuncia desmandos em Guajará-Mirim

Ale/RO


“Ele promoveu uma grande “lambança” e desperdiçou recursos públicos, prejudicando ainda mais, a sofrida população de Guajará-Mirim”. A declaração é do presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho (PSD), ao denunciar durante sessão plenária da ALE, a má gestão do prefeito de Guajará-Mirim, Dulcio Mendes, no tocante as obras de reformas do Hospital Regional.
Na primeira sessão após o retorno do recesso parlamentar nesta terça-feira, o presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, deputado Hermínio Coelho disse lamentar que exista um prefeito que consegue ser pior do que o governador Confúcio Moura. “Nunca vi uma pessoa tão ruim de serviço e tranqueira como este prefeito de Guajará-Mirim. Eu estive em Guajará estes dias e em visita ao hospital do município, eu juro pra vocês que eu só não chamei a polícia por respeito às pessoas que ali estavam em sofrimento”, declarou o presidente.
Segundo Hermínio Coelho, o prefeito de Guajará-Mirim, Dúlcio Mendes não fez uso da verba encaminhada para a saúde do município de forma adequada e responsável. Disse ele, que após muita luta política foi possível repassar recursos para ajudar a saúde pública daquele município. A Secretaria Estadual de Saúde repassou R$ 1.500.000,00 para serviços de reformas do prédio e a Assembleia Legislativa destinou R$ 1.000.000,00 do orçamento próprio da ALE, para ser empregado na compra de equipamentos, diante do sucateamento reinante.
No entanto, afirmou o parlamentar, que a reforma efetivada pela Prefeitura com um milhão e meio é vergonhosa. “Eu sabia que ele era um prefeito fraco, eu nunca tive dúvida disso, mas achei que ele fosse no mínimo uma pessoa decente. Eu pretendo falar com o secretário estadual de Saúde, Willians Pimentel e também procurar o Ministério Público porque isso é muito vergonhoso. Acho até que seria caso para a abertura de uma CPI pra se investigar estes desmandos, pois ele tem que dar conta desses dois milhões e meio. Não tem equipamento novo, a cozinha está caindo aos pedaços, e encontra-se interditada pelas autoridades sanitárias. Tudo é muito revoltante”, declarou Hermínio Coelho.
“A situação é caótica em Guajará-Mirim, e apesar do apoio que o prefeito recebeu do Governo Estadual e da Assembleia Legislativa, a população continua sendo massacrada. É criminoso o que acontece atualmente na Prefeitura de Guajará-Mirim, onde a cozinha do hospital encontra-se interditada e a comida dos pacientes é feita em outro local”, disse o parlamentar.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions