Rondônia, sábado, 20 de julho de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Quinta, 24 de Setembro de 2015 - 18h14

EMTU de Ji-Paraná desrespeita legislação de trânsito ao instalar “tachões” para reduzir velocidade

Comando 190


EMTU de Ji-Paraná desrespeita legislação de trânsito ao instalar “tachões” para reduzir velocidade

Qual motorista nunca se deparou com as populares tartarugas em ruas e avenidas que foram instaladas recentemente em Ji-Paraná? O uso dos tachões é irregular, conforme alerta do Instituto Brasileiro de Defesa da Cidadania (IBRADEC). Os sonorizadores estão proibidos desde 2009 pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) devido aos riscos de danos aos veículos.
 
A Resolução 336/2009 determina a retirada das tartarugas no sistema viário há mais de seis anos, mas, sem dificuldades, é possível encontrá-las espalhadas em várias ruas da cidade. Por conta da ilegalidade, motoristas estão sujeitos a acidentes, já que os sonorizadores danificam o asfalto.
 
Mas em Ji-Paraná foi permitido. “Essas tartaruguinhas que foram instaladas nas ruas não servem para nada, apenas para solavancos e para destruir as borrachas de suspensão de veículos de passeio uma vez que, de caminhonete pra cima, sequer fazem cócegas”, comentou o empresário Luís Carlos.
Além do desperdício do dinheiro público, a EMTU terá que fazer um trabalho dobrado, pois medidas judiciais ordenará a retirada imediata destes redutores de velocidade, como já aconteceu no Estado de Santa Catarina no ano passado. "Há tanto tempo que foi proibido pelo órgão regulamentador e o pessoal da EMTU ainda insiste em colocar. E ainda estão colocando tachões dupla, ou seja, é pior ainda, não é?", questiona o Vicente Saborim, taxista.
 
Na Avenida Marechal Rondon, próximo ao Feirão do Produtor, a EMTU abusou e instalou vários redutores próximo um do outro. Haja pneu e suspensão para resistir a tantos obstáculos.

Vários motoristas não se conformam pelos prejuízos causados pelos tachões. "A gente quebra a mola do carro, danifica o carro, a gente gasta um absurdo com essas 'tartarugas' aí. Então, porque não botam uma lombada eletrônica?", indaga o motorista Edimar Paiva.

Quem mora próximo aos redutores de velocidade, também tem do que reclamar. "A gente não consegue dormir direito com o barulho que os carros fazem. Têm crianças que nem dormem.
 
Porém de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro – CTB, esses tachões só podem ser usados para separar as pistas de rolamento e não podem se estender de um lado ao outro da pista, como redutores de velocidade.
 
No CTB há uma resolução (160/2004) que proibe o uso desses “redutores”, sendo permitido apenas como canalizadores de pistas, exemplo que encontramos ao longo da Rua Mato Grosso, no Bairro Dom Bosco. Lá a pista é dividida pelos tachões que contribui também para a futura sinalização da lombada eletrônica.
 


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/cidades/emtu-de-ji-parana-desrespeita-legislacao-de-transito-ao-instalar-tachoes-para-reduzir-velocidade)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions