Rondônia, domingo, 18 de agosto de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Quarta, 31 de Agosto de 2016 - 10h49

Juíza propõe mudanças para evitar rebeliões no Case de Ji-Paraná

Da redação


Juíza propõe mudanças para evitar rebeliões no Case de Ji-Paraná
O Centro Socioeducativo (Case) de Ji-Paraná foi inaugurado foi inaugurado no início de junho deste ano, e desde então já registrou pelo menos cinco possíveis rebeliões entre os internos que vivem no local. Para tentar amenizar essa situação, a Secretaria de Estado de Justiça (Sejus), representantes da Vara da Infância do Tribunal de Justiça e do Ministério Público se reuniram para discutir soluções viáveis e vistoria as dependências do Case.

De acordo com a juíza da Vara da Infância, Ana Valéria Ziparro, após várias discussões os órgãos entraram em consenso. “A solução que nós chegamos em comum é, além de fazer várias observações, a implementação de televisão nos alojamentos; eles terem mais atividades externas; efetivamente atividades profissionalizantes”, diz a juíza. Ela ainda complementa que os internos já estão com um professor de educação física que orienta a prática de atividade física que está maior.

“Nós temos obrigação de fazer inspeção bimestral, mas ajustamos de fazer inspeção mensal, para que o adolescente tenha chance de conversar diretamente com o juiz e com o promotor, fazer sua reclamação sem precisar fazer uma rebelião pra ser ouvido a respeito de alguma coisa”, garante Ana Valéria Ziparro.

Ainda segundo a juíza, outro fator percebido durante as vistorias e reuniões foi a existência de um possível conflito entre os internos e os agentes. Por conta disso, foi proposta uma capacitação, já realizada no último final de semana. “Foi percebida a necessidade de o adolescente e o socioeducador de aprender a lidar com esse conflito. Então a mediação é uma fórmula utilizada em outros países e que funciona muito bem para que a própria pessoa envolvida no conflito consiga se ajustar com o outro”, afirma.

Para a construção do Case foram usados mais de R$ 8 milhões e ele substituiu o antigo Centro de Recuperação e Capacitação de Menores (Cercame). Segundo a Sejus, a unidade acolhe 29 menores e tem capacidade para 52 em acomodações individuais. A unidade oferece alojamento individual, refeitório, ensino modular nos níveis fundamental e médio, terapia ocupacional, aulas de artesanato e de informática, orientação religiosa, práticas agrícolas e área de convívio social.

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/cidades/juiza-propoe-mudancas-para-evitar-rebelioes-no-case-de-ji-parana)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions