Rondônia, quinta-feira, 22 de agosto de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Sexta, 28 de Dezembro de 2012 - 11h55

MP impetra Ação Civil Pública para sanar irregularidades em hospital

MP-RO


O Ministério Público de Rondônia, por meio da Promotoria de Justiça de Guajará-Mirim, ingressou com Ação Civil Pública de obrigação de fazer em face do Estado de Rondônia e do Município de Nova Mamoré com o objetivo de sanear inúmeras deficiências nos serviços prestados pelo hospital local à população.

A ação, subscrita pelo Promotor de Justiça Eider José Mendonça das Neves, toma por base Procedimento Preparatório instaurado para apurar um sem-número de denúncias encaminhadas ao Ministério Público, relatando a deficiência na saúde pública de Nova Mamoré, especialmente das condições e serviços de saúde disponibilizados pela Unidade Mista Antônio Luiz de Macedo.

Durante o trâmite do procedimento, apurou-se, dentre outros, a precariedade na infraestrutura oferecida pelo hospital, incluindo instalações elétricas comprometidas, que já causaram princípio de incêndio no forro; sucateamento das máquinas da lavanderia; do aparelho de Raio-X que, frequentemente, apresenta defeitos, forçando pacientes a se deslocarem a outros municípios; mesa de parto amarrada com esparadrapos; macas enferrujadas; precariedade e falta de limpeza em algumas ambulâncias à disposição do Município; não rara falta de medicamentos e materiais pensos; ausência de algumas especialidades médicas, como ortopedia e pediatria.

Como fundamento da ação, o Ministério Público suscita o direito de todos de acesso às ações e serviços de saúde e dever do Poder Público garantir tal acesso, sendo que a adoção do entes públicos de providências no sentido de promover a melhoria das condições oferecidas pela Unidade Mista de Nova Mamoré, sanando as demais deficiências apontadas significa “garantir o tão propalado acesso universal e igualitário às ações e aos serviços de saúde para a sua promoção, proteção e recuperação, indo ao encontro das disposições constitucionais e legais que versam sobre o direito fundamental à saúde”.

Com a propositura da ação, em que se pede liminarmente a antecipação da tutela, o Ministério Público requer o cumprimento de algumas obrigações, tais como manutenção das ambulâncias que se encontram paradas, além de limpeza e revisão periódica daquelas em funcionamento; aquisição de novos equipamentos hospitalares como aparelho de raio-x e de ultrassonografia; macas e leitos hospitalares; reforma na infraestrutura do hospital; adoção de um sistema informatizado de controle de entrada e saída de medicamentos e materiais pensos; deflagração de procedimento para contratação de médicos especialistas como pediatra e ortopedista, dentre outras.

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/cidades/mp-impetra-acao-civil-publica-para-sanar-irregularidades-em-hospital)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions