Rondônia, sábado, 21 de julho de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Cidades

Publicado em Segunda, 27 de Abril de 2009 - 12h31

Plantio de melancia tem incremento no Baixo Madeira em Porto Velho

Wânia Ressuti


O secretario executivo, Sorrival de Lima, da Emater e o deputado estadual Luiz Cláudio Pereira acompanharam a entrega de sementes de melancia para agricultores do Baixo Madeira. A distribuição foi realizada no distrito de Nazaré, cerca de 150 quilômetros da capital, Porto Velho, e reuniu agricultores da região que abrange desde a comunidade Bom Jardim até comunidade Papagaio.

A região do Baixo Madeira é uma localidade de acesso dificultado pela falta de estradas. A forma mais comum para se chegar até o local é via fluvial. São cerca de 10 horas em embarcações de grande porte, conhecidas como barco de linha ou aproximadamente duas a três horas, seguindo pela rodovia 28 de novembro (estrada da penal) até a Comunidade São Carlos e de lá, utilizando embarcações menores e mais velozes, as voadeiras, até Nazaré.

A distribuição de sementes qualificadas de melancia tem por objetivo elevar a produção local, melhorar a qualidade do produto e incrementar a comercialização. Foram distribuídas 430 latas de 100 gramas e 140 latas de 250 gramas de sementes das variedades crimson sweet, que é a melancia mais redonda, e fairfax (sementes pretas), de melancias em formato oval alongado, mais comum na região, por exigência da comunidade amazonense. Para Sorrival, da Emater, a produção de melancia e outras produções locais, somados ao trabalho dos agricultores da região, estão contribuindo para o avanço da comunidade. “Hoje já vemos várias moradias organizadas, bem cuidadas, e até antenas parabólicas vemos nas casas, o que mostra que a comunidade está prosperando”, diz.

A produção de melancia tem grande parcela de responsabilidade no aquecimento econômico da região e a produção local supera em muito a produção em outros estados “Enquanto que em São Paulo uma melancia de 14 quilos é considerada extra (grande), no Baixo Madeira fica na lavoura, porque aqui o fruto chega a mais de 40 quilos, diz Luiz Martins, gerente do escritório local da Emater em Porto Velho. Martins conta ainda, que em 2008 perdeu-se muita melancia por falta de transporte para que pudesse carregar a produção aos pontos de comercialização. Para este ano a Emater viabilizará transporte para o mercado de Porto Velho ou de Manaus para que isso não aconteça mais. Como forma de solucionar esse problema do transporte, o deputado estadual, Luiz Cláudio Pereira, sugeriu a criação de uma Feira da Melancia, através da Cooperativa, a fim do produtor vender seu produto direto ao consumidor.

Para divulgar o produto e ser conhecido como grande produtor de melancias Nazaré já deu o primeiro passo criando a Festa da Melancia. “Essa festa já tem o apoio do governador Ivo Cassol, do vice-governador, João Cahulla e do secretário de agricultura, Carlos Magno”, diz o deputado. Este ano a região se prepara para realizar a 3.ª edição, prevista para acontecer em julho.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions