Rondoniagora.com

Rondônia, 25 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Cidades

Unir e Emater estudam gestão da bacia hidrográfica do Rio Ji-Paraná

Terça-feira, 24 Março de 2009 - 09:57 | Wânia Ressuti


Uma equipe do Departamento de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia (Unir), do Campus de Ji-Paraná está realizando uma pesquisa com agricultores familiares para analisar a gestão das águas da bacia hidrográfica do Rio Ji-Paraná, em relação aos comportamentos dos produtores rurais frente às mudanças do clima para a pecuária e a lavoura nesse município. O grupo, formado por acadêmicos do quinto período do curso de engenharia ambiental pediu apoio à equipe da Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater) local para acompanhá-los durante as pesquisas.

Para Andrew “o principal, senão único controle que há para enfrentar as conseqüências das atividades agropecuárias é a política pública, mas a maneira com que os agricultores se comportam e respondem às políticas públicas nem sempre pode ser dado como certa”. O trabalho realizado pela Emater vai bem de encontro a essa realidade, principalmente nos últimos anos, cujas atividades envolvem a prática das ações partindo do princípio do desenvolvimento sustentável e ecologicamente correto.

A equipe conta ainda com a participação do doutorando da Universidade de Michigan, nos EUA, Andrew Bell, Andrew é formado em engenharia ambiental pela Universidade de Waterloo, no Canadá e mestre em engenharia ambiental pela Universidade Waseda, de Tóquio (Japão) e defende a tese “Mantendo as águas limpas: A escolha de políticas públicas para a região amazônica brasileira, num clima incerto”. A tese combina teorias da ciência da complexidade, dos sistemas naturais, geografia e pesquisa social para melhorar o entendimento das interações entre as decisões feitas nas propriedades rurais, as mudanças do clima e a resistência ambiental.

Para Andrew “o principal, senão único controle que há para enfrentar as conseqüências das atividades agropecuárias é a política pública, mas a maneira com que os agricultores se comportam e respondem às políticas públicas nem sempre pode ser dado como certa”. O trabalho realizado pela Emater vai bem de encontro a essa realidade, principalmente nos últimos anos, cujas atividades envolvem a prática das ações partindo do princípio do desenvolvimento sustentável e ecologicamente correto.

As regiões de Ji-Paraná, Machadinho do Oeste e Cacoal foram escolhidas por representarem as três zonas da bacia demarcada por diferenças em densidade de população e grau de desmatamento. Através da pesquisa a equipe pretende identificar as características das propriedades nessas regiões e avaliar os fatores que influenciam às tomadas de decisões.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News