Rondoniagora.com

Rondônia, 29 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Eleições

Expedito Junior afirma que concluirá obra do Hospital de Emergência e Urgência

Quinta-feira, 23 Agosto de 2018 - 10:10 | da Assessoria


Expedito Junior afirma que concluirá obra do Hospital de Emergência e Urgência

Em reunião com funcionários da empresa Nissey Motors, concessionária da marca Toyota, na manhã desta quinta-feira (23) em Porto Velho, o candidato ao governo pela coligação “Rondônia, esperança de um novo tempo”, Expedito Junior, reafirmou sua disposição em lançar licitação para a retomada das obras do Hospital de Emergência e Urgência (Heuro) no complexo de saúde pública, ao lado do Hospital de Base, Hospital Infantil São Cosme e Damião e Policlínica Osvaldo Cruz.

Expedito Junior disse que não vai antecipar um prazo que não possa cumprir, mas garantiu que a obra será retomada nos primeiros meses de seu eventual governo. O hospital terá quatro andares, heliponto, 20 especialidades médicas, 250 leitos, dos quais 50 em UTIs, seis salas cirúrgicas, fábrica de gases medicinais e de ar comprimido, estação de luz solar, sistema de captação e tratamento de águas da chuva e uma parafernália de equipamentos e aparelhagem sofisticada.

Concebido para substituir o antiquado Pronto-Socorro João Paulo II, as obras do Heuro estão paralisadas há cinco anos, apesar de ter disponível a parte mais difícil que são os recursos financeiros. Quando foi lançado pelo ex-governador, em 20 de dezembro 2013, o custo previsto era de R$ 45 milhões. Hoje, esse valor sofreu um reajuste de quase 100% e seu custo estimado subiu para uma faixa entre R$ 80 milhões e R$ 100 milhões.

Expedito Junior disse que não vai antecipar um prazo que não possa cumprir, mas garantiu que a obra será retomada nos primeiros meses de seu eventual governo. O hospital terá quatro andares, heliponto, 20 especialidades médicas, 250 leitos, dos quais 50 em UTIs, seis salas cirúrgicas, fábrica de gases medicinais e de ar comprimido, estação de luz solar, sistema de captação e tratamento de águas da chuva e uma parafernália de equipamentos e aparelhagem sofisticada.

“Não é o Estado, mas sim o povo rondoniense que precisa. Vamos ser enérgicos e atuar com competência para retomar e concluir essa e outras importantes obras para descentralizar de vez o atendimento de alta complexidade”, afirmou.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News