Rondônia, terça-feira, 11 de dezembro de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Especiais

Publicado em Domingo, 01 de Outubro de 2017 - 08h57

Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anos

da Redação


Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosVersão inicial do jornal em tempo real, na era do html

Fonte diária de informação para grande parte dos rondonienses, o RONDONIAGORA completa 18 anos neste domingo, 1º de outubro, com a mesma vontade de levar informação rápida e completa a todos os lugares. Pioneiro, é o mais antigo portal de notícias do Norte do país.

Durante todo o mês de outubro, você vai acompanhar reportagens especiais e reviver casos que foram denunciados, divulgados e informados nesses 18 anos de atuação. Para começar, um resumo da história contada pelos fundadores do jornal.

Precursor da própria internet na Região Amazônica, o jornal surgiu da preocupação em informar divulgar o que acontecia na capital do estado aos demais municípios. Há 18 anos, a população sabia das notícias apenas por meio da mídia impressa, o que demorava bastante a chegar a cidades mais distantes. O noticiário via rádio e por televisão não era rico e preciso.

Foi então que os três amigos Elianio Nascimento, Gerson Costa e Ivonete Gomes, jornalistas egressos das mídias impressas e televisionada, resolveram empreender e abriram portas para tantos outros que surgiram, desapareceram e outros que continuam no ar.

Em 1º de outubro de 1.999 estava no ar RONDONIAGORA, com o slogan “jornalismo em tempo real”. A ideia inicial era levar informação rápida e integrar os 51 municípios com a capital. Tempos depois, se aventurou pelo impresso e também pela TV na internet.

Dificuldades

Novidades sempre assustam e causam certo receio para quem desconhece o projeto original. Assim aconteceu com a internet e com os produtos que dela surgiram. Mas Elianio, Gerson e Ivonete persistiram e superaram os desafios e as dificuldades enfrentadas. “A internet era discada, mas aos poucos foi se modernizando com a implantação de ADSL. Tivemos grandes parcerias, por exemplo com a Brasil Telecom, que mantinha internet rápida. Na época havia dificuldades com as imagens; as câmeras eram caras e demorava bastante tirar tudo do equipamento, ainda era a disco. Notebooks também eram caros. Nossos primeiros foram adquiridos usados em Manaus”, relembra Elianio Nascimento.

Com o tempo o jornal foi se modernizando. Nos primeiros anos, até que não saía muito caro a manutenção do jornal em tempo real. Mas ai, em 2006, inovamos e ousamos mais uma vez com uma TV na internet. Encareceu o produto. Para se ter uma ideia, somente com a transmissão gastávamos R$ 10 mil por mês, sem falar em internet dedicada caríssima na região. Tínhamos 2 MB e pagávamos mais uns R$ 2 mil. Hoje é bem mais barato. Navega-se com 500 MB por menos de R$ 500, avalia Gérson Costa.

Credibilidade

A partir do momento o RONDONIAGORA iniciou trouxe à tona pautas importantes, denúncias e isso foi importante, e vai continuar sendo, o motivo para trabalhar da forma correta.
Os internautas, que até então, eram apenas recebedores de notícias, foram ampliando, crescendo, até chegar no jornalismo colaborativo e participativo que o RONDONIAGORA, principalmente, na interação por meio das redes sociais. Diariamente são recebidas denúncias, sugestão de pautas que, após apuradas, são transformadas em notícias.

Porém, nem sempre foi assim. A credibilidade do jornal foi crescendo com o tempo, assim como qualquer empresa que apresenta novidades. Como os fundadores já eram jornalistas experientes, a fontes foram mantidas e o relacionamento continuou. Para conquistar a confiança, trabalhava-se a apuração com agilidade. Publicava-se antes dos demais veículos, mas sempre tem os que não gostam das novidades. “O nosso meio também saiu ganhando, uma vez que todas as rádios passaram a usar nosso noticiário, muitas citando fontes, outras nunca. Claro que o governo não gostou. Publicamos muitas denúncias na época dos governos Bianco, Cassol e até com Confúcio Moura”.

A credibilidade é uma conquista diária. A primeira grande contribuição do RONDONIAGORA acabou sendo testada nas eleições de 2000, com a cobertura em tempo real e a precisão da divulgação dos resultados para prefeito e vereadores. A partir daí estava consolidada a mais segura fonte de informação dos rondonienses.

Polêmico, as reportagens do veículo de comunicação já revelaram vários escândalos, principalmente no meio político, como a desenfreada corrupção na Assembleia Legislativa durante a gestão de Valter Araújo, denúncias essas investigadas pela Polícia Federal e que também culminaram com sua prisão.
“O combativo jornalismo não cedeu nem mesmo após um atentado à bala em março de 2013.”

Reconhecimento

Essa consolidação, fez do portal fonte diária de informação para grandes veículos de comunicação como a Folha de S. Paulo, Portal UOL e O Globo. A credibilidade também levou a citações internacionais quando o assunto envolve polêmica e grande repercussão. Um exemplo foi o massacre no presídio Urso Branco, quando as reportagens do jornal foram citadas, inclusive, nos relatórios da Organização das Nações Unidas (ONU), dada a importância dos textos para a investigação do caso.

Vencedor de grandes prêmios na Internet nacional, como o Ibest (Portal IG e Brasil Telecom) também foi o inovador no formato vídeo na Amazônia.

Desta forma, o RONDONIAGORA mostrou que não era uma moda passageira, mas começou a ser exemplo e relacionamento com instituições como Ministério Público, Tribunal de Justiça, Polícias Militar, Civil e Federal, principalmente no combate à corrupção foram se confirmando. “A relação entre o jornal e as instituições sempre foi as melhor possível nutrindo o respeito e a parceria na divulgação de atos estranhos e irregulares à coletividade. O RONDONIAGORA mantém suas portas abertas para essas entidades que combatem a corrupção, ajudando nas investigações, mantendo sigilo quando necessário e partilhando informações que contribuam com o trabalho inquisitorial”, detalha Gerson Costa.

Para se ter uma ideia do alcance de seu noticiário, somente nos últimos 10 anos (1º de setembro de 2007 a 25 de setembro de 2017), as páginas do RONDONIAGORA foram visualizadas mais de 440 milhões de vezes.

Aos completarmos 18 anos serão mais de 6.500 dias dedicados 24 horas por dia a um jornalismo combativo com qualidade e agilidade.

Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosEm 2001, uma das grandes reportagens e repercussão gigante
Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosEm 2004, um formato mais leve e moderno
Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosRondoniagora em 2005, investindo ainda mais com formato em vídeo
Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosCapa do jornal em 2010
Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosO jornal em 2011: sempre combatendo a corrupção em Rondônia
Com jornalismo destemido e pioneiro, RONDONIAGORA chega aos 18 anosJá em 2011, seguindo tendências

(Disponível em https://www.rondoniagora.com/especiais/com-jornalismo-destemido-e-pioneiro-rondoniagora-chega-aos-18-anos)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions