Rondônia, 07 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Atenção na hora da escolha do presente de Natal pode fazer toda a diferença

Quinta-feira, 08 Dezembro de 2016 - 11:00 | da Redação


Atenção na hora da escolha do presente de Natal pode fazer toda a diferença

Com a proximidade do Natal, aumenta a movimentação no comércio informal a procura de presentes mais em conta para a criançada. Para não deixar os pequeninos sem a lembrança típica da época do ano, a família vai em busca de dos brinquedos, dando prioridade para os preços que permitam a aquisição sem prejudicar o orçamento.



Segundo o diretor técnico operacional do Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem-RO), Ronaldo Lessa, é importante que o produto tenha o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “O selo já é o que credencia o produto, e a embalagem deve conter as informações sobre o produto, instruções de uso, faixa etária, composição, enfim, tudo que esclareça o consumidor sobre o produto”, explica.

Mas o que Marta não se atenta é para a qualidade dos produtos e a certificação de que os brinquedos não vão gerar nenhum prejuízo, principalmente com relação à saúde das crianças. “Nem presto atenção nessas coisas, nunca fui de observar”, diz a mulher.

Segundo o diretor técnico operacional do Instituto de Pesos e Medidas de Rondônia (Ipem-RO), Ronaldo Lessa, é importante que o produto tenha o selo do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). “O selo já é o que credencia o produto, e a embalagem deve conter as informações sobre o produto, instruções de uso, faixa etária, composição, enfim, tudo que esclareça o consumidor sobre o produto”, explica.

O fato de não se atentar às orientações, pode causar riscos que vão desde o manuseio inadequado de crianças com brinquedos que não condizem com a faixa etária até o contato com tintas utilizadas no produtos nocivas à saúde dos pequenos. “Às vezes o barato sai caro. E se o produto é certificado é mais fácil, e a segurança deve ser prioridade na hora da escolha”, conclui Lessa.
Para o casal Paulo Sérgio Gonzáles e Suzane do Vale, o melhor é prevenir. “Viemos atrás de algo de qualidade e mais em conta, mas não achamos muito vantajoso, além dos preços não estarem tão satisfatórios, a qualidade é duvidosa”, diz a mãe da menina Nicole, que vai participar da brincadeira de amigo oculto na escola.

A família desistiu de adquirir o presente no mercado informal justamente pelo risco. “Eu sempre observo esses detalhes, e o que não quero para minha filha também não quero para os filhos dos outros. Não achei nada com certificação e qualidade e com preço acessível. Ou seja, mesmo que a gente até pague mais um pouco, mas vamos procurar uma loja que ofereça um brinquedo mais seguro”, finaliza Suzane.

Atenção na hora da escolha do presente de Natal pode fazer toda a diferença
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também