Rondônia, sábado, 13 de agosto de 2022
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Terça, 07 de Junho de 2022 - 13h29

Casal que trabalha com agricultura em Rio Crespo está com suspeita de varíola do macaco

da Redação


Casal que trabalha com agricultura em Rio Crespo está com suspeita de varíola do macaco

Em entrevista ao RONDONIAGORA, na manhã desta terça-feira (7), o diretor-geral da Agevisa, Gregório de Lima, informou que as duas pessoas suspeitas de estarem infectadas com o vírus da varíola do macaco são da mesma família: um homem, de 32 anos e a esposa, de 25 anos, que residem no município de Rio Crespo e trabalham na agricultura.

O diretor explicou que o homem começou a sentir os sintomas no dia 14 de maio, e a esposa no dia 27 do mesmo mês. “A Agevisa foi informada no último dia 2 e rapidamente iniciou os trabalhos de monitoramento. O casal está bem clinicamente”, afirmou.

De acordo com o diretor, o casal não viajou para fora de sua cidade e nem para outro país. Ao apresentar os sintomas, os dois pacientes procuraram atendimento médico e foi realizada a coleta do material para análise. “Nos próximos dias vamos receber o resultado da amostra enviada para o laboratório Fundação Ezequiel Dias, em Minas Gerais”, disse Gregório de Lima.

A amostra coletada do casal passou por análise no Lacen, na capital, e não apresentou reagente para Zika Vírus, Sarampo, Rubéola, Sífilis e Herpes, segundo o diretor da Agevisa.

A Agevisa montou um grupo de trabalho para atender a demanda e acompanhar os casos suspeitos que surgirem. “Não há motivos para a população entrar em desespero ou pânico, porque os casos são apenas suspeitos”, enfatizou Gregório de Lima.

A doença é transmitida pelo contato com animal silvestre. “Possivelmente, esse casal pode ter sido infectado dessa maneira, mas isso ainda está em fase de apuração”, explicou o diretor.

No Brasil, sete casos estavam em avaliação, sendo que um, no Estado do Ceará, foi descartado, segundo o diretor da Agevisa.

Cuidados e prevenção

Segundo Gregório de Lima, os cuidados essenciais neste momento são o uso de máscara, higienização das mãos, distanciamento social, o que já é feito para evitar a Covid-19. “A pessoa pode ser infectada através de abraço, beijo, relação intima ou contato direto com a secreção de alguma ferida”, finalizou o diretor da Agevisa.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions