Rondônia, quarta-feira, 21 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Quinta, 22 de Janeiro de 2009 - 16h27

Coordenador de Administração da FIMCA fala sobre qualificação profissional

Assessoria de Imprensa FIMCA


O desemprego está em alta e nestas épocas a qualificação profissional toma uma dimensão cada vez maior, e nada animadora. A crise, instalada no país desde o final de 2008 tem forçado as empresas a demitirem pessoal não qualificado e até mesmo pessoal qualificado. O aumento das demissões é normal no fim do ano, depois de encerrada a produção e vendas do Natal.

Em Porto Velho a situação não é diferente, as indústrias (que são poucas) estão demitindo, as construtoras sentiram a crise e estão demitindo, o comércio segue a mesma tendência. A melhor forma de minimizar os efeitos da crise é a qualificação.
As empresas que anteriormente exigiam ensino médio, agora no mínimo querem que o colaborador ou candidato a vaga esteja cursando ensino superior. O ideal é ter em mãos o diploma de graduação. Uma boa oportunidade para quem tem pressa são os cursos tecnólogos com duração mais curta e com os mesmos privilégios do bacharelado. Os profissionais mais procurados pelas empresas são os da área gerencial. Rondônia e em especial Porto Velho vem passando por uma crise de bons gerentes.

Não precisamos ir muito longe para sentirmos as dificuldades de se conseguir bons profissionais gestores, vá ao supermercado, a clínicas e hospitais, e até mesmo ao Shopping Center e observe como somos tratados com desrespeito e sem atenção. O que está faltando?
Qualificação, esta é a resposta. Algumas empresas, infelizmente contratam profissionais que não tem a devida qualificação para ocupar os cargos de gerência e com isso todos os colaboradores não conseguem trabalhar, pois falta a liderança.

Tenho ouvido relatos de empresários que se queixam da falta de qualificação dos gestores, o problema é que a maioria destes profissionais não tem a qualificação adequada. Quem tem competência para ser bom gestor, são os profissionais formados em Administração, Turismo (segmento específico) e os formados nos cursos tecnólogos de gestão.

As Faculdades Integradas Aparício Carvalho - FIMCA preocupada com este problema oferece os cursos de Bacharelado em Administração, com duração de quatro anos, Turismo com ênfase em Meio Ambiente e Tecnólogo em Gestão Hospitalar, ambos com duração de três anos e Ciências Contábeis, com quatro anos. Estes cursos da área de Ciências Sociais Aplicadas têm grande entrada no mercado e cada um tem o seu espaço.

Ademar Scheidt Junior, autor do texto, é Mestre em Administração e coordenador do Curso de Administração da FIMCA.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions