Rondoniagora.com

Rondônia, 25 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Correios lança campanha para reduzir o ataque canino a carteiros

Quarta-feira, 03 Setembro de 2008 - 11:42 | Assessoria


Para reduzir o número e a gravidade dos ataques de cães a carteiros, garantindo a segurança e a integridade física dos profissionais, os Correios iniciam neste mês de setembro uma campanha educativa junto à população dos Estados com maior incidência de acidentes dessa natureza: Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí, São Paulo e Paraná, além do Distrito Federal.

Para a empresa, que investe continuamente em treinamento para os carteiros, com foco na prevenção e em primeiros socorros, uma das principais causas do ataque canino é a falta ou a instalação inadequada de caixas receptoras de correspondências. Estas situações obrigam o carteiro a entrar no pátio de residências e lojas, aumentando os riscos de ataques.

Quando um carteiro é atacado, dependendo do caso, ele pode ter que se afastar do trabalho para tratamento, e outro empregado, que não conhece o setor nem os moradores, terá que fazer a entrega das correspondências durante o período, o que pode provocar atrasos.

Para a empresa, que investe continuamente em treinamento para os carteiros, com foco na prevenção e em primeiros socorros, uma das principais causas do ataque canino é a falta ou a instalação inadequada de caixas receptoras de correspondências. Estas situações obrigam o carteiro a entrar no pátio de residências e lojas, aumentando os riscos de ataques.

As localidades de risco estão sendo mapeadas pelos próprios carteiros. Os domicílios sem caixa receptora de correspondências ou com caixa mal posicionada serão orientados a corrigir o problema de forma a evitar a exposição do carteiro ao risco de um ataque pelo cão. Os moradores vão ter um prazo para se adequar.

A caixa de correspondência pode ser adquirida em lojas ou feita pelo próprio usuário com qualquer material, desde que atenda a requisitos mínimos que preservem a integridade dos objetos postais. Além de proteger as correspondências da chuva e evitar que elas sejam destruídas pelo cão, a caixa facilita a entrega pelo carteiro.

Muitos usuários são assinantes de jornais e revistas, portanto a caixa deverá ter dimensões que possam receber também esse tipo de objeto. Os Correios recomendam as seguintes medidas: 36 cm de profundidade, 27 cm de largura, 16 cm de altura e abertura de 25 cm de largura por 2 cm de altura. A caixa deve ser instalada entre 1,20 m e 1,60 m do piso, com a abertura voltada para a rua.

Em caso de dúvida, o morador deve procurar a unidade de carteiros mais próxima. A campanha se estende até janeiro de 2009.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News