Rondoniagora.com

Rondônia, 04 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Curso de Engenharia da Unir em Ji-Paraná pode ser transferido

Terça-feira, 19 Maio de 2009 - 18:19 | Assessoria


O deputado estadual Jesualdo Pires (PSB-Ji-Paraná) e o deputado federal Anselmo de Jesus (PT) defenderam hoje a permanência do curso de Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Rondônia no campus da cidade de Ji-Paraná.

“Não podemos admitir que essa mudança aconteça. A instalação do curso de Engenharia Ambiental foi uma conquista de toda a sociedade de Ji-Paraná e seria um contra-senso esta transferência para Capital, uma vez que já foram realizados vários investimentos nos laboratórios e na construção do prédio para abrigar as dependências do curso”, ressaltou Jesualdo.

Jesualdo e Anselmo mantiveram contato com o diretor da instituição em Ji-Paraná, professor Gunther Brucha, a quem relataram a luta da sociedade ji-paranaense em trazer o curso para o município e se comprometeram a buscar maiores investimentos para o campus, visando fortalecer a estrutura do curso.

“Não podemos admitir que essa mudança aconteça. A instalação do curso de Engenharia Ambiental foi uma conquista de toda a sociedade de Ji-Paraná e seria um contra-senso esta transferência para Capital, uma vez que já foram realizados vários investimentos nos laboratórios e na construção do prédio para abrigar as dependências do curso”, ressaltou Jesualdo.

De acordo com o deputado federal Anselmo, “o curso é de grande importância para toda a sociedade e é preciso diálogo e bom senso diante dessa situação”. “Não podemos permitir que os alunos percam o direito conquistado de se graduar na profissão que escolheram, e que a comunidade e região percam essa conquista”, disse Anselmo.

A transferência do curso para o campus de Porto Velho já foi discutida e aprovada pelos professores do Departamento de Engenharia e deverá ser apresentada a reitoria da Universidade na Capital. No entanto, conforme o diretor da Unir professor, Gunther Brucha, a proposta deve voltar a ser discutida pela direção da Universidade.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News