Rondoniagora.com

Rondônia, 30 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Emater contrata menor aprendiz; cinco jovens já trabalham em RO

Segunda-feira, 02 Março de 2009 - 15:32 | Wânia Ressuti


Nos últimos anos as transformações socioeconômicas, e até mesmo as culturais, vem alterando o comportamento das empresas. Não somente as questões políticas e econômicas, mas o ambiente social, a sustentabilidade e a conservação dos recursos naturais fazem parte hoje, das grandes discussões administrativas.

“Esses jovens passam por um processo seletivo que vão desde a inscrição, por parte de empregados até determinada faixa salarial até provas escritas e avaliação psicológica”, diz a psicóloga Lucia Castro, da Emater, que acompanha todo o processo desde o recrutamento até o desenvolvimento dos pequenos jovens trabalhadores. Depois são contratados por tempo determinado, neste caso de 2 de março de 2009 a 30 de abril de 2010. As atividades são de caráter administrativo e eles receberão, além do salário especificado, todos os benefícios oferecidos aos empregados comuns. Porém, para se manterem no emprego no período contratado, eles precisam freqüentar os cursos de aprendizagem oferecidos pela Emater. “Os cursos serão ministrados pelo Senai – Serviço Nacional da Aprendizagem Industrial”, diz Erivaldo Araújo de Souza, gerente de administração de pessoal, da Emater.

Agora a Emater dá mais um passo em prol da melhoria da qualidade de vida do cidadão. Em cumprimento da Lei 10.097/2000 onde, em seu artigo 429, diz que as empresas devem contratar aprendizes no limite de “cinco por cento, no mínimo, e quinze por cento, no máximo, dos trabalhadores existentes em cada estabelecimento, cujas funções demandem formação profissional” e, como forma de valorizar e incentivar seus empregados contribuindo com a formação de seus filhos, a instituição contratou cinco jovens menores aprendizes.

“Esses jovens passam por um processo seletivo que vão desde a inscrição, por parte de empregados até determinada faixa salarial até provas escritas e avaliação psicológica”, diz a psicóloga Lucia Castro, da Emater, que acompanha todo o processo desde o recrutamento até o desenvolvimento dos pequenos jovens trabalhadores. Depois são contratados por tempo determinado, neste caso de 2 de março de 2009 a 30 de abril de 2010. As atividades são de caráter administrativo e eles receberão, além do salário especificado, todos os benefícios oferecidos aos empregados comuns. Porém, para se manterem no emprego no período contratado, eles precisam freqüentar os cursos de aprendizagem oferecidos pela Emater. “Os cursos serão ministrados pelo Senai – Serviço Nacional da Aprendizagem Industrial”, diz Erivaldo Araújo de Souza, gerente de administração de pessoal, da Emater.

Souza diz ainda que a experiência de se trabalhar com jovens aprendizes tem sido muito boa para a Emater. “Muitos jovens superaram nossas expectativas no desempenho de suas atividades na empresa”, enfatiza.

Para o secretário executivo da Emater, Sorrival de Lima, essa experiência além de ser boa para a empresa que, que cumpre sua responsabilidade social, é boa para o jovem, pois oportuniza sua entrada no mercado de trabalho oferecendo-lhe o primeiro passo para sua independência financeira. A idéia de trazer o filho do funcionário para dentro da Emater contribui ainda para uma aproximação profissional entre pai (ou mãe) e filho. “O filho fica conhecendo de perto as atividades de seu pai e o pai tem certa tranqüilidade ao ver seu filho trabalhando”, diz.

Esta já é a quarta etapa de contratação feita pela Emater, cada uma com uma média de um ano e meio de contratação. Nesta os jovens aprendizes terão 14 meses para participarem dos cursos profissionalizantes, aprenderem um oficio e familiarizarem-se com o dia-a-dia de trabalho, durante as atividades na Emater que serão cumpridas em três manhãs por semana.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News