Rondoniagora.com

Rondônia, 03 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Governador esquece que distritos são da prefeitura da Capital e pede atenção de Cassol

Quarta-feira, 05 Agosto de 2009 - 16:51 | RONDONIAGORA e AC24 Horas



Segundo o jornal AC24 horas, o protesto dos moradores das vilas Extrema e Nova Califórnia, que exigem a imediata confirmação da data para o plebiscito visando transformá-las em município, é assunto que diz respeito ao Governo e às autoridades de Rondônia. E diz que preocupado com as consequências que a radicalização do movimento pode trazer e na defesa do sagrado direito de ir e vir das pessoas que transitam entre Rondônia e Acre, o governador Binho Marques já entrou em contato com o governador Ivo Cassol para pedir atenção especial no sentido de encontrar o mais depressa possível uma solução para o problema.

Segundo o jornal AC24 horas, o protesto dos moradores das vilas Extrema e Nova Califórnia, que exigem a imediata confirmação da data para o plebiscito visando transformá-las em município, é assunto que diz respeito ao Governo e às autoridades de Rondônia. E diz que preocupado com as consequências que a radicalização do movimento pode trazer e na defesa do sagrado direito de ir e vir das pessoas que transitam entre Rondônia e Acre, o governador Binho Marques já entrou em contato com o governador Ivo Cassol para pedir atenção especial no sentido de encontrar o mais depressa possível uma solução para o problema.

Para o governador Binho Marques, está claro que as autoridades do Acre não devem se envolver num assunto interno do Estado de Rondônia. Mas, em contrapartida, o governador ressalta que não se pode perder de vista que a BR-364 é uma rodovia federal e que o direito de trafegá-la ou utilizá-la para o transporte de cargas é comum a todos, e que por isso as autoridades federais e o Governo de Rondônia precisam entrar em ação para que o tráfego na BR-364 volte ao normal o mais depressa possível.

"Não questiono a legitimidade da reivindicacão dos moradores das vilas, que sabem das dificuldades pelas quais estão passando", afirmou o governador. "Mas não se pode reivindicar o respeito a um direito legítimo impedindo que as pessoas usufruam de outro direito elementar, que é o direito de ir e vir".

Além do contato que Binho Marques manteve com o governador Ivo Cassol, a Procuradoria Geral do Estado do Acre já intercedeu junto a Polícia Rodoviária Federal no sentido de que seja reestabelecida a normalidade do trânsito pela BR. Caso não haja resultado até o final desta terça-feira, a PGE entrará com representação junto ao Ministério da Justiça para que o direito de ir e vir pela BR 364 seja assegurado a todos.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News