Rondoniagora.com

Rondônia, 01 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Governo Federal desconta a terceira parcela da dívida do Beron

Terça-feira, 11 Março de 2008 - 15:08 | Decom


Ignorando mais uma vez a decisão do Senado Federal, que determinou a suspensão dos descontos da dívida do Banco do Estado de Rondônia (Beron), o Governo Federal fez, nesta segunda-feira, mais um desconto referente à dívida. Foram R$ 10.453,599,51 milhões descontados na conta de Rondônia. Além desse valor, o Governo também debitou R$ 56.001,75 para a comissão do agente financeiro.
É o terceiro desconto realizado este ano e o Governo Federal dá mostras que vai continuar desobedecendo à determinação do Senado.
O governador Ivo Cassol já protocolou ação junto ao Supremo Tribunal Federal (STF), solicitando que a decisão do Senado seja cumprida pela União. “O Governo Federal não tem intenção de cumprir a determinação do Senado e deve continuar descontando a dívida do Beron, por isso instruímos a Procuradoria Feral do Estado (PGE) que proceda as ações necessárias para que o Estado não continue sendo prejudicado com esse desconto que tantos prejuízos tem causado à nossa economia”, explicou Cassol.
Entenda o caso Beron – Nos anos 90, o Banco do Estado de Rondônia (Beron), enfrentou uma crise financeira. Com um ‘rombo’ em torno de R$ 43 milhões, a administração do Beron foi repassada ao Banco Central, que devolveu ao controle do Estado com uma dívida em torno de R$ 600 milhões. Há oito anos, a União desconta todo mês do repasse do FPE e ainda faltariam mais 22 anos para completar o pagamento. Por ano, mais de R$ 100 milhões são pagos da dívida. No final do ano passado, o Senado Federal aprovou em plenário a suspensão do pagamento da dívida.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News