Rondônia, segunda-feira, 19 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Segunda, 07 de Dezembro de 2009 - 15h07

Hospital Cosme e Damião faz alerta contra a Dengue e capacita seus profissionais

Toninha Lima


Com a chegada do inverno amazônico, tem aumentado consideralvemente o número de pacientes com a sintomologia de Dengue, principalmente na faixa etária até 12 anos. A observação é da diretora do Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD), Marilene Penatti, que tem reforçado o quadro de servidores, para lidar especialmente com a patologia. Nesta terça-feira (08) o diretor do Centro de Pesquisa em Medicina Tropical, Mauro Tada, estará promovendo capacitação para médicos e enfermeiros daquela unidade.

Preocupada com o número de pacientes com sintomas sugestivos de Dengue e com o elevado número de internações pela Dengue, que tem dado entrada no HICD, oriundos do interior e da capital do Estado, a diretora da unidade, Marilene Penatti, faz um alerta e pede para que a população se empenhe no combate ao mosquito transmissor da Dengue, Aedes Aegipty. “Com medidas simples, cuidando do quintal da nossa casa, por exemplo, podemos eliminar o mosquito da Dengue, impedindo que suas larvas se proliferem e que o mosquito se desenvolva, trazendo danos à saúde de todos”, alertou, explicando ainda que “nesse período de proliferação do mosquito da Dengue, não se deve deixar água acumulada em garrafas, pneus e em todo tipo de material que deixe água parada, devemos eliminar isso”, disse ela, ressaltando que não cabe apenas ao poder público tomar medidas, é necessário que haja uma participação efetiva da sociedade para que se consiga minimizar os efeitos danosos causados pela Dengue.

Quanto ao atendimento médico a diretora explicou que, “apesar de o hospital não ser direcionado para atender casos específicos da Dengue e das dificuldades com espaço físico, temos conseguido tratar os casos que chegam tanto da capital quanto do interior e pacientes de outros estados como de Humaitá (AM), indígenas e até alguns do vizinho país, a Bolívia”, disse ela, revelando que no mês de novembro foram fetos 5.500 atendimento, sendo que 20% dos pacientes apresentavam sintoma da Dengue. Já nesses primeiros dias de dezembro foram confirmados 10 casos.

Uma das medidas adotadas pelo hospital infantil, será uma reunião, nesta terça-feira (08), envolvendo profissionais como médicos e enfermeiros. Eles receberão orientação do médico especialista em doenças tropicais, Mauro Tada, diretor do Centro de Pesquisa em Medicina Tropical (Cepem).

Para o secretário estadual de Saúde Milton Moreira a situação requer atenção, e a rede estadual de saúde está adotando todas as medidas para atender os possíveis casos, tanto no Cosme e Damião, que atende a clientela infantil até 12 anos de idade, quanto no Centro de Medicina Tropical (Cemetron).

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions