Rondoniagora.com

Rondônia, 02 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Justiça eleitoral de Rondônia debate processo político com a população

Terça-feira, 26 Agosto de 2008 - 18:24 | AMERON


O Dia Nacional das Audiências Públicas aconteceu nesta terça-feira, dia 26 de agosto, em todo o Brasil. Em Rondônia, a audiência ocorreu, pela manhã, no auditório do Tribunal Regional Eleitoral. Juízes eleitorais e autoridades de todos os poderes do Estado e do Ministério Público esclareceram dúvidas, relacionadas à eleição e ao voto, de representantes de entidades não governamentais, estudantes, candidatos e comunidade em geral que estiveram presentes.

A ação faz parte da campanha Eleições Limpas – Pelo Voto Livre e Consciente, uma parceria da AMB com o Tribunal Superior Eleitoral pelo combate à corrupção eleitoral. O objetivo das audiências é aproximar a magistratura, especialmente a Justiça Eleitoral, da sociedade, incentivando os eleitores a participarem ativamente do processo eleitoral, assumindo uma postura mais fiscalizadora, na busca por eleições mais éticas e transparentes.

O presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Rondônia – Ameron, juiz Raduan Miguel, ressaltou a importância de a sociedade se inteirar da campanha Eleições Limpas, cuja primeira fase foi lançada nacionalmente em 2006, e que contém informações disponíveis no site www.amb.com.br/eleçoeslimpas. Duas cartilhas foram preparadas para auxiliar no andamento das audiências públicas. Os juizes eleitorais têm a sua disposição um manual com sugestões de abordagens e roteiro de condução do debate. Já os eleitores contam com uma cartilha no modelo perguntas e respostas, com o objetivo de esclarecer todas as suas dúvidas acerca do processo eleitoral.

O presidente do TRE-RO, desembargador Cássio Rodolfo, destacou que o fortalecimento da democracia só será alcançado por meio do voto livre e consciente. “Estamos dando um primeiro passo, um país pode ser mudado aos poucos. Queremos que a população procure se informar e a contribuição dos candidatos em procurar saber o que é certo, para cumprir a Lei, que não é totalmente eficaz, já que precisamos de uma reforma política urgente. O dia das eleições deveria ser um dia de comemorar a democracia e não de toda uma movimentação para evitar a corrupção”, disse.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News