Rondônia, domingo, 22 de abril de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Quarta, 14 de Maio de 2008 - 11h41

Lula se reúne com Jorge Viana e deve oficializá-lo como novo ministro do Meio Ambiente

FOLHA ON LINE


O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reúne na manhã desta quarta-feira com Jorge Viana, ex-governador do Acre. Ele deve ser escolhido como o substituto de Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente. Na conversa, devem estar presentes os ministros Tarso Genro (Justiça) e Dilma Rousseff (Casa Civil). O Planalto deve divulgar ainda hoje o nome do novo titular do Meio Ambiente. A Folha Online apurou que Viana viajou de Rio Branco (AC) para Brasília na madrugada de hoje. O encontro dele com Lula é acompanhado também pelo senador Tião Viana (PT-AC), que é irmão do ex-governador.

Para setores históricos do PT, a indicação de Viana satisfaz aqueles que defendem as causas ambientais e também a valorização da Amazônia. É que, como ex-governador do Acre --um dos nove Estados da Amazônia Legal--, ele é apontado como autoridade que conhece os problemas reais da região.

Na manhã desta quarta-feira, Carlos Minc (PT-RJ), secretário estadual de Meio Ambiente do Rio, negou a possibilidade de substituir Marina Silva. Segundo Minc, o governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), teria orientado-o a recusar um eventual convite --uma vez que houve apenas uma sondagem e não uma abordagem direta.

Marina Silva pediu demissão do cargo ontem por meio de uma carta enviada a Lula. A atitude da ex-ministra desagradou o presidente, que considerou a forma inadequada, pois teria ocorrido um excesso de divulgação.

Marina entregou seu pedido de demissão em uma carta, na qual reclama da resistência que enfrentou no governo e da falta de sustentação política. "Vossa Excelência é testemunha das crescentes resistências encontradas por nossa equipe junto a setores importantes do governo e da sociedade", disse.

"Em muitos momentos, só conseguimos avançar devido ao seu acolhimento direto e pessoal. No entanto, as difíceis tarefas que o governo ainda tem pela frente sinalizam que é necessária a reconstrução da sustentação política para agenda ambiental."

Ministérios

Marina vinha entrando em conflitos com outros ministérios, como a Casa Civil e a Agricultura, em casos e questões que opõem proteção ambiental a interesses econômicos.

O mal-estar entre Marina Silva e Dilma Rousseff (Casa Civil) começou em julho do ano passado, por conta das negociações em torno do edital para as concessões do leilão das usinas de Santo Antônio e Jirau, no rio Madeira (RO).

Com o ministro Reinhold Stephanes (Agricultura), o desentendimento girava em torno do plantio de cana. Para Marina, Stephanes incentiva o plantio de cana em áreas degradadas da Amazônia, do Pantanal e da mata atlântica.

Recentemente, Marina teria ficado descontente com a nomeação de Mangabeira Unger (Assuntos Estratégicos) para coordenar o PAS (Plano Amazônia Sustentável).

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions