Rondônia, sexta-feira, 25 de setembro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Segunda, 09 de Janeiro de 2017 - 15h11

Moradores do Bairro Teixeirão reclamam do risco de dengue por falta de rede de esgoto

da Redação


Moradores do Bairro Teixeirão reclamam do risco de dengue por falta de rede de esgoto

O ditado popular já diz que “prevenir é melhor do que remediar”, e quando se trata de dengue, zika e chikungunya, o cuidado tem que ser redobrado. Nas regiões periféricas de Porto Velho, onde os alguns bairros ficaram por anos sem receber nenhum benefício de infraestrutura e saneamento, a situação é ainda mais grave.
“A gente faz de tudo para evitar, cuida do quintal para não acumular nenhum criadouro do mosquito, não deixa o lixo espalhado, mantém a caixa d’água fechada, mas não adianta nada, se na rua da gente tem uma lagoa gigante de água parada”, reclama a dona de casa Francilene Mendes, moradora do Bairro Teixeirão, Zona Leste da capital.

O bairro precisa de rede de esgoto para escoar a água das chuvas, mas ao contrário, disso, os canais estão a céu aberto, entupidos e se transformam em risco iminente de servirem se criadouros das larvas do mosquito da dengue, e aumentar o foco na região.
“Teve uma época que a prefeitura passou aí, mexeu em tudo, revirou as ruas todas, e deixou uma nojeira. Não terminou nenhum serviço, mediu tudo com a promessa de construção da rede de esgoto, e nunca mais. Graças a Deus que aqui na minha casa ninguém nunca pegou a doença, mas que dá medo, isso dá”, desabafa o comerciante Francisco José Queiroz.

Queiroz mostra que começou a fazer por conta própria uma pequena rede de encanação, com três caixas coletoras, para despejar a água servida que se acumulava em frente à sua casa no canal do esgoto que passa na rua, mas além de ter faltado dinheiro para terminar o serviço, o canal também não é interligado para que a água possa fluir, e o mau cheiro que exala é mais um incômodo para os moradores.

Dagmar Albuquerque, do Comercial Brasil, apela para o uso de inseticidas dentro da residência, para evitar a constante visita de mosquitos e outros insetos que aparecem por conta do esgoto aberto em todas as ruas do bairro. “Tenho dó é das crianças que ainda se arriscam brincando perto desse esgoto”.

O caso do pintor Antônio Sidney da Silva é ainda pior. O terreno localizado à Rua Castilho, onde o homem construiu a humilde residência, é abaixo do nível da rua e cada vez que chove o pesadelo é maior. A água da rua alaga todo o quintal e empoça nas partes em que o pintor não conseguiu ainda aterrar.
“Aqui em casa eu, minha esposa e meus dois filhos, todos já pegamos dengue. É difícil essa situação, Nós pagamos IPTU e todos os demais impostos e nunca fomos tratados aqui com respeito. Esse prefeito já começou demonstrando que quer trabalhar mesmo, então peço a ele um olhar especial aqui para o nosso bairro, que tanto precisa desses cuidados”, concluiu Antônio.

Moradores do Bairro Teixeirão reclamam do risco de dengue por falta de rede de esgoto
Moradores do Bairro Teixeirão reclamam do risco de dengue por falta de rede de esgoto

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions