Rondoniagora.com

Rondônia, 06 de Outubro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Municipalização dos serviços da Caerd pode ser o início das privatizações e o fim dos investimentos sociais

Quinta-feira, 12 Junho de 2008 - 15:17 | Assessoria


A presidente da Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia, Rose Sena manifestou ontem sua preocupação com as seguidas "movimentações" políticas no interior do Estado em municipalizar os serviços da Caerd. Segundo ela, estas estratégias podem descambar para as temidas privatizações e que poderá decretar na prática o fim dos investimentos sociais, uma vez que o objetivo será a lucratividade. No caso da municipalização ela afirmou que as prefeituras já enfrentam inúmeros problemas ocasionados com a escassez de recursos e assumir mais este encargo é temerário, além de desconsiderar a experiência, os investimentos, e a mão de obra já disponibilizada pelo Estado.

O diretor Técnico da Caerd, Wilson Lopes também se manifestou a respeito da proposta de municipalização dos serviços da Caerd em Ariquemes. Segundo ele, chega a ser um "pesadelo" esta idéia, exatamente no momento em que a Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia se prepara para fazer o maior investimento de todos os tempos na região, atingindo 100% da população do município de Ariquemes com abastecimento de água e 50% de rede de esgotos, aplicando recursos no montante de 30 milhões de reais.

Rose Sena declarou ainda que a eventual municipalização da Caerd, impedirá os investimentos já programados, e com recursos financeiros já liberados, visando atingir 100% da rede de abastecimento de água em Ariquemes, além de outros investimentos de saneamento básico.

O diretor Técnico da Caerd, Wilson Lopes também se manifestou a respeito da proposta de municipalização dos serviços da Caerd em Ariquemes. Segundo ele, chega a ser um "pesadelo" esta idéia, exatamente no momento em que a Companhia de Águas e Esgotos de Rondônia se prepara para fazer o maior investimento de todos os tempos na região, atingindo 100% da população do município de Ariquemes com abastecimento de água e 50% de rede de esgotos, aplicando recursos no montante de 30 milhões de reais.

De acordo com Wilson Lopes é preciso bom senso acima de tudo, para não se apoiar com base em falsas ilusões de melhorias. "Toda essa situação, terá que atender os preceitos legais, que para municipalizar os serviços da Caerd a empresa deverá ser indenizada no valor de sua estrutura local e investimentos, que monta o valor total de 80 milhões de reais, que convenhamos a Prefeitura de Ariquemes não possui, e se possuir orienta a prudência que esses recursos não sejam utilizados em um serviço que o Estado, por meio da Caerd já executa e muito bem, com qualidade técnica e investimentos na sua estrutura física", salientou o diretor técnico da Caerd.

Ao concluir Wilson Lopes afirmou que a Caerd já presta esses serviços atendendo cerca de 75% da população do município com água tratada, dentro das normas estabelecidas pelo Ministério da Saúde, bem como aos demais municípios da região central do Estado de Rondônia, mostrando desta forma que o objetivo principal da empresa não é lucro e sim o social.
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News