Rondônia, domingo, 25 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Sexta, 02 de Outubro de 2009 - 11h23

Negociações não avançam e greve dos bancários segue

Assessoria


As expectativas dos bancários com relação às negociações - durante a reunião ontem em São Paulo - foram frustradas, já que não foi apresentado proposta ao Comando Nacional dos Bancários (CNB). Com isso, a categoria mantém o movimento grevista em todo país e, novamente direciona as atenções para outra reunião que acontece nesta sexta-feira. Seguindo a orientação do CNB, de ampliar a greve, diretores do Sindicato dos Bancários de Rondônia (SEEB), acompanhados do presidente Cleiton Santos, se deslocaram para os municípios de Ji-Paraná, Cacoal e Rolim de Moura no intuito de reforçar a mobilização no interior.

Segundo orientações passadas pelo SEEB, a determinação do Comando Nacional é de que a paralisação seja ampliada em todo o país até que a Fenaban apresente uma proposta que atenda as reivindicações dos bancários.
A greve nacional dos bancários prosseguiu crescendo e já paralisou 6.944 agências nos 26 Estados e no Distrito Federal. Em Rondônia, segundo dados contabilizados pelo SEEB, até a manhã de quarta-feira, das 105 agências, das quais 65 aderiram ao movimento grevista. Na Capital, que possui o maior número de agências, chegou a ser contabilizado um percentual de 98% de agências que tiveram as atividades paralisadas pela categoria.

“A ida para o interior é justamente para reforçar a paralisação e mantermos as atenções voltadas para as negociações que estão sendo realizadas. Os bancários precisam unir formar em busca das reivindicações que estão sendo rejeitadas pela classe patronal”, declarou Cleiton.

Os bancários reivindicam 10% de reajuste salarial, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de três salários, acrescidos de valor fixo de R$ 3.850. Os trabalhadores também querem a inclusão na Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) de uma cláusula de proteção ao emprego em caso de fusão.

A orientação do comando nacional é de que o movimento continue e seja ampliado em todo o país até que a Fenaban apresente uma proposta que atenda as reivindicações dos bancários. Até o momento, a federação ofereceu um reajuste salarial de 4,5% e mais 5,5% de participação nos lucros e resultados. Agora, as expectativas estão voltadas para as negociações que acontecem nesta sexta-feira, em São Paulo.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions