Rondônia, quinta-feira, 22 de outubro de 2020
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Sábado, 07 de Março de 2009 - 13h34

No primeiro dia Sintero consegue pagar ação da isonomia a 3.436 professores federais do ex-território

SINTERO


O Sintero iniciou na quinta-feira, dia 05/03, o pagamento do maior precatório trabalhista da história do país, representado pela ação da isonomia aos professores federais do ex-território. A ação, movida pelo Sintero beneficia quase 4.100 professores.

Dos arquivos enviados pelo Sintero ao Banco do Brasil para depósito em conta ou pagamento através do CPF, 155 foram devolvidos. De acordo com o banco não foi possível disponibilizar o pagamento no primeiro dia a esses 155 beneficiados devido a uma série de problemas que vão desde divergências em contas bancárias a problemas do CPF.

Os problemas mais comuns relatados pelo Banco do Brasil foram: erros no número da conta corrente, erros no número do CPF, CPF cancelado, CPF inválido, contas correntes antigas que o servidor nem sabia que ainda existia, e conta poupança em vez de conta corrente.

Os que procuraram o Sintero tiveram a situação corrigida e um novo arquivo já foi encaminhado do Banco do Brasil. Os respectivos valores estarão disponíveis na terça-feira, dia 10 através do CPF. Junto com o arquivo dos 155 que foram estornados, o Sintero enviou ao banco os arquivos de mais 140 professores, também para pagamento através do CPF. São servidores que ainda não tinham comparecido ao sindicato para regularizar a documentação e confirmar os dados.

Ainda falta encaminhar ao banco os arquivos para pagamento de cerca de 300 beneficiados pela ação. São professores já falecidos e servidores que se mudaram para outros Estados e até outros países. No caso dos falecidos o Sintero está convocando os herdeiros legais que ainda não se habilitaram no processo para receberem a sua parte na ação. Os que já encaminharam a documentação correta também terão os valores disponíveis na quarta-feira, dia 11 de março.

Os demais são aguardados pelo Sintero para regularização da situação. O sindicato tem prazo de 60 dias para prestar contas à Justiça dos pagamentos efetuados. Enquanto isso o dinheiro está em uma conta específica aberta no Banco do Brasil especialmente para disponibilizar o pagamento, não podendo ser utilizado para outros fins e nem ser aplicado.

A direção do Sintero pede a compreensão dos servidores federais visto que está tratando esse pagamento com a seriedade que o assunto requer. A ação envolve um grande valor, e qualquer erro poderá tirar dinheiro de uma pessoa e passar para outra, o que seria desastroso.

O secretário de assuntos jurídicos do Sintero, Nereu Klosinski, disse que entende a impaciência de alguns, mas o sindicato, além de cumprir o seu papel, prefere não correr riscos de errar e prejudicar os servidores. “Isso demonstra a seriedade com que estamos trabalhando e o nosso compromisso com os servidores”, disse.

A presidente do Sintero, Claudir Mata, reiterou que a assessoria jurídica já está trabalhando para agilizar o pagamento da isonomia aos técnicos e administrativos, bem como o pagamento da multa aplicada pela Justiça à União pelo tempo em que esses servidores permaneceram sem enquadramento.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions