Rondoniagora.com

Rondônia, 27 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

NOVO MINISTRO DIZ QUE NÃO BASTA AMPLIAR FISCALIZAÇÃO AMBIENTAL SEM COMPENSAR POPULAÇÕES

Quinta-feira, 15 Maio de 2008 - 16:36 | G1


O novo ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc, disse nesta quinta, em Paris, que vai sugerir ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva a nomeação do ex-governador do Acre Jorge Viana (PT) como coordenador local do PAS (Plano Amazônia Sustentável). Minc disse que manterá a política ambiental iniciada pela ex-ministra Marina Silva, mas que tentará reduzir a burocracia em licenciamentos ambientais, de acordo com.

Segundo Minc, os licenciamentos de forma mais rápida evitam a corrupção. O novo ministro destacou, no entanto, que, independentemente do valor que for investido, o licenciamento não será concedido caso ele entenda que pode ser prejudicial.
Carlos Minc afirmou que quer participar de todas as discussões econômicas que afetem o meio ambiente e que vai precisar de recursos para implantar ações. Segundo Minc, a secretaria estadual de Ambiente do Rio tem mais recursos do que o Ministério do Meio Ambiente.

Em relação ao desmatamento da Amazônia, Minc afirmou que não basta apenas ampliar a fiscalização. Conforme o ministro, é preciso implantar compensações financeiras para populações e prefeituras de áreas de preservação ambiental. Citou como exemplo o projeto ICMS verde, que desenvolveu no governo do Rio. O programa concedia créditos a prefeituras que estimulem projetos de preservação. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News