Rondônia, 02 de fevereiro de 2023
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Porto Velho sedia o 1º Encontro da Busca Ativa Vacinal e Plano Municipal pela Primeira Infância do Unicef

Quarta-feira, 07 Dezembro de 2022 - 14:38 | Redação


Porto Velho sedia o 1º Encontro da Busca Ativa Vacinal e Plano Municipal pela Primeira Infância do Unicef

Porto Velho sedia nesta quarta-feira (7), o 1º Encontro da Busca Ativa Vacinal (BAV) e Plano Municipal pela Primeira Infância (PMPI), promovido pelo Fundo das Nações Unidas (Unicef), em parceria com a Visão Mundial, organização responsável pela implementação do Selo Unicef, no qual o município de Porto Velho firmou compromisso em 2021, com o propósito de estimular e estabelecer avanços reais e positivos na garantia dos direitos das crianças e adolescentes.

O encontro acontece no Salão de Convenções da Federação das Indústrias de Rondônia (Fiero), no bairro Arigolândia, zona Norte da capital, das 8h às 17h.

Além da Prefeitura de Porto Velho, outros 50 municípios do estado de Rondônia, que também aderiram ao Selo Unicef, participam do evento que busca implantar a Busca Ativa Vacinal e a elaboração do Plano Municipal pela Primeira Infância, de forma integrada com diversos segmentos como saúde, educação e assistência social.

“A Busca Ativa Vacinal é uma estratégia do Unicef, é uma ferramenta tecnológica para trabalhar com foco em crianças não vacinadas ou em atraso vacinal, além de orientar os profissionais que atuam na imunização, ou seja, é um trabalho mais intersetorial. Esse olhar para a saúde, para a imunização dentro das escolas e creches é uma ferramenta que mais a Unicef tem proposto para o aumento da cobertura vacinal”, Neidiane Ribeiro, consultora de Saúde da Unicef em Manaus.

Durante a cerimônia, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) firmou o compromisso de alcance da meta do Selo Unicef de 95% da cobertura vacinal, conforme estabelece a Organização Mundial de Saúde (OMS), através do Plano Municipal pela Primeira Infância, que busca fortalecer o Sistema de Garantia de Direitos, possibilitando assim, um olhar mais sensível para a criança e para o adolescente.

“Não é somente Rondônia ou Porto Velho que está com essa deficiência de vacinação, é o país inteiro. Então, entendo que essa proposta para elevar a vacinação deve ser assumida também por outras esferas governamentais. Se não houver um movimento forte entre o governo federal, estadual e os municípios nessa luta, os municípios que assumiram vão ficar muito, muito deficitários e muito solitários nesta busca porque é preciso que haja uma investida em massa”, ressaltou a secretária-adjunta de Saúde do município de Porto Velho, Marilene Penati.

Imunizantes como a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) e poliomielite é fundamental que a cobertura vacinal atinja os 95%. Essas metas são determinadas pela OMS e pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI).

“Quanto maior a proporção de pessoas que estejam vacinadas e saudáveis, menor é a chance de transmissão de uma doença em que os vírus e bactérias estejam circulando. Pessoas não vacinadas podem estar infectadas e não apresentar nenhum sintoma, ou seja, podem estar transmitindo a doença sem saber”, afirma Antônio Carlos Cabral, especialista em Saúde e HIV do Unicef.

Desenvolver capacidades, habilidades e troca de experiências entre gestores para o fortalecimento da rede de imunização municipal, bem como apresentar a Busca Ativa Vacinal, desenvolvida pelo Unicef, também é um dos objetivos deste encontro.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também