Rondoniagora.com

Rondônia, 28 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Prefeitura apresenta alternativa a agricultores de região do Rio Pardo

Terça-feira, 09 Dezembro de 2008 - 12:47 | Assessoria


Em busca de uma solução para o impasse ambiental estabelecido na Floresta Nacional do Bom Futuro, unidade de conservação federal de uso sustentável, localizada a 80 quilômetros de Porto Velho, o prefeito Roberto Sobrinho conduziu a elaboração de uma nova proposta pela permanência dos produtores rurais do Rio Pardo na área, mudando o perfil econômico e político de proteção ambiental. A proposta foi elaborada atendendo as reivindicações dos próprios agricultores, em reunião na tarde desta segunda-feira (8) na Prefeitura.

No pequeno vilarejo de Rio Pardo, área de divisa dos municípios de Porto Velho, Buritis e Alto Paraíso, vivem hoje mais de 1.500 famílias. A exploração da área começou por volta de 1995. A economia do local é baseada na agricultura e agropecuária. O impasse para retirada das famílias da reserva começou há cerca de três anos. Em decisão recente, o Ministério do Meio Ambiente determinou a retirada de mais de 30 mil cabeças de gado, da unidade, o que torna inviável a permanência das famílias que não terão mais alternativa de renda.

No documento, que será encaminhando ao Instituto Chico Mendes, os agricultores reivindicam um novo prazo para mudança da atividade agropecuária para agrossilvopastoril, a criação de um programa gradual de recomposição da floresta, aproveitando a mão-de-obra dos trabalhadores rurais, construindo uma política de recomposição da floresta que possa gerar renda. Eles concordam ainda com o desmatamento zero e o com o combate firme pelo fim do roubo de madeira na região.

No pequeno vilarejo de Rio Pardo, área de divisa dos municípios de Porto Velho, Buritis e Alto Paraíso, vivem hoje mais de 1.500 famílias. A exploração da área começou por volta de 1995. A economia do local é baseada na agricultura e agropecuária. O impasse para retirada das famílias da reserva começou há cerca de três anos. Em decisão recente, o Ministério do Meio Ambiente determinou a retirada de mais de 30 mil cabeças de gado, da unidade, o que torna inviável a permanência das famílias que não terão mais alternativa de renda.

A proposta elaborada pela Prefeitura, em parceira com os agricultores, aponta a alternativa para que as famílias que se instalaram no local possam permanecer lá e ter outra fonte de renda, respeitando o meio ambiente.

O encontro contou com a participação da Comissão de Meio Ambiente da Assembléia Legislativa, representada pela deputada Daniela Amorim, Comissão de Agricultura, representada pelo deputado Ribamar Araújo, representantes da Embrapa, do Instituto Chico Mendes e de organizações de agricultores de Rio Pardo. Estiveram presentes também o prefeito eleito de Buritis, Elton Montes, e o vice-prefeito de Alto Paraíso, Marcos Leghi. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News