Rondônia, quinta-feira, 19 de abril de 2018
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Terça, 12 de Agosto de 2008 - 13h04

Projeto Escolas Promotoras da Saúde tem início no próximo dia 18

Fábia Assumpção


As Promotorias de Justiça do Consumidor e Saúde e da Infância e Juventude lançaram nesta terça-feira(12), no auditório do Ministério Público de Rondônia, o Projeto Escolas Promotoras da Saúde, realizado em parceria com as Secretarias do estado e do município da Educação e da Saúde, além da Faculdade São Lucas e do Instituto Luterano de Ensino Superior (Ulbra).Inicialmente, o projeto vai atender, a partir do dia 18 deste mês, 26 escolas de Porto Velho, com o objetivo de avaliar alunos com sobrepeso e baixo peso, e encaminhá-los a uma unidade de saúde para receberem a devida orientação.
Estão previstas, também, palestras sobre a necessidade de hábitos alimentares saudáveis e a prática de atividade física, bem como esclarecimentos sobre o direito do consumidor à informação nutricional adequada; visitas a cantinas escolares, visando à orientação sobre boas práticas alimentares, estabelecendo diálogo com os cantineiros e; ao final dos trabalhos, sugestão, caso seja necessária, de adoção de políticas públicas voltadas à área em estudo e a expedição de normas a respeito.

O projeto será executado por acadêmicos dos cursos de Educação Física, Psicologia, Nutrição e Direito das Faculdades São Lucas e Ulbra, que receberam capacitação para realizar a avaliação nutricional dos estudantes. De acordo com a coordenadora do Curso de Nutrição da Faculdade São Lucas, Juliana Closs Correia, o projeto será realizado inicialmente nas escolas públicas de Porto Velho e a meta é concluir a coleta de dados em dois anos e meio. “Nossa intenção, no entanto, é estender esse projeto a todo o estado de Rondônia”, observou. Ela lembrou que a idéia do projeto nasceu de uma audiência pública realizada pela Assembléia Legislativa, em que se discutiu a questão das cirurgias bariátricas para redução de estômago. “Temos que trabalhar na prevenção, para que nossas crianças não sejam os adultos com obesidade mórbida e que necessitam de cirurgia bariátrica. Do contrário, acaba se criando uma indústria desse tipo de cirurgia”, alertou.

A Promotora de Justiça do Consumidor e da Saúde, Emília Oiye, declarou que o planejamento do projeto consumiu um ano de trabalho. Acrescentou que o Ministério da Saúde deve lançar o Projeto Saúde e Prevenção nas Escolas, semelhante ao Escolas Promotoras da Saúde. “Com certeza a Semusa (Secretaria Municipal de Saúde) e a Sesau (Secretaria de Estado da Saúde) terão mais facilidade para trabalhar esse projeto do Ministério Público, utilizando os dados que forem coletados pelo nosso projeto”, observou.

A professora de Nutrição da Faculdade São Lucas, Luna Mares Oliveira, explicou que o projeto terá o acompanhamento direto de quatro professores e mais cinco que irão orientar os alunos no trabalho de pesquisa. Essa pesquisa é de fundamental importância para se ter dados epidemiológicos de obesidade e desnutrição de crianças”. Ela ressaltou ainda a necessidade de envolvimento dos diretores das escolas para conhecer e orientar os alunos em relação ao termo de consentimento que deverá ser assinado pelos pais, para que os estudantes possam desenvolver a investigação nutricional.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions