Rondônia, sábado, 18 de novembro de 2017
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Terça, 08 de Abril de 2008 - 15h07

Raupp: PMDB ameaça retomar presidência da CPI Mista

Agência Senado


Durante reunião da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito dos Cartões Corporativos, nesta terça-feira, o líder do PMDB no Senado, Valdir Raupp (RO), disse que o partido poderá retomar a presidência da comissão. O parlamentar lembrou que o partido, que tem a maior bancada no Congresso, abriu mão do cargo como parte de um acordo com a oposição para que não fosse criada outra CPI sobre o mesmo assunto no Senado. Por isso, caso realmente seja instalada uma CPI exclusiva do Senado, como deseja a oposição, Raupp garante que o PMDB retomará a presidência da CPI Mista dos Cartões Corporativos. Na ocasião, o senador também se disse preocupado com os rumos dos trabalhos no Senado, que "há algum tempo só lida com agenda negativa".

Já o deputado Vic Pires Franco (DEM-PA) revelou ter tido acesso a gastos de viagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, pagos com cartão corporativo, no valor de US$ 8.170. Em relação à divulgação desses dados para a imprensa, Vic Pires disse ter-se sentido desobrigado a mantê-los em segredo por tê-los recebido extra-oficialmente.

O tema do sigilo dominou as discussões. O senador José Nery (PSOL-PA) considerou um "ato de insanidade parlamentar" o fato de os membros da CPI Mista dos Cartões Corporativos não terem aprovado requerimento solicitando acesso a auditorias do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre gastos sigilosos da Presidência da República.

- Nos negamos a ter acesso a informações absolutamente necessárias para formar juízo de valor sobre os fatos denunciados. É lastimável o papel que estamos cumprindo aqui - protestou.

Já os senadores do PSDB Flexa Ribeiro (PA) e Marconi Perillo (GO) questionaram o número de cartões corporativos efetivamente usados por funcionários lotados na segurança presidencial. O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Jorge Armando Félix, disse que apenas três cartões são usados pelo GSI.

Segundo o general, dos três cartões, um é usado em Florianópolis (SC), onde mora uma filha do presidente Lula; outro em São Paulo, onde vivem outros filhos do presidente; e o terceiro está sob responsabilidade do chefe do departamento de segurança da Presidência.

Félix acrescentou que também são considerados cartões usados por funcionários da segurança presidencial 12 pertencentes à Secretaria Nacional Anti-Drogas e outros utilizados pela Agência Brasileira de Inteligência (Abin), cujo número não soube informar. O general admitiu a existência de irregularidades no uso desses cartões que ocorreriam, em grande parte, "por erro, e não por dolo".

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions