Rondoniagora.com

Rondônia, 17 de Agosto de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

Representantes da Unesco apresentam projetos ao vice-governador

Segunda-feira, 24 Novembro de 2008 - 19:31 | Decom


Representantes da Unesco apresentam projetos ao vice-governador
Na tarde desta segunda-feira, o vice-governador João Cahulla recebeu, em seu gabinete no Palácio Presidente Vargas, Antônio Carlos Máximo e Jerônimo Urei, respectivamente coordenador oficial de finanças da Unesco em Mato Grosso, que apresentaram projetos e ações de iniciativa da Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) que podem ser desenvolvidos em Rondônia, nas mais diferentes esferas da administração.

“É importante esse contato, para apresentarmos a nossa proposta de trabalho e definirmos, em conjunto com as secretarias de Governo, prioridades e ações que podemos efetivar. Por exemplo, há recursos para projetos sociais em Brasília que muitas vezes não são explorados e o apoio da Unesco pode ajudar na sua liberação. E esse é o nosso papel e uma das nossas propostas de trabalho”, explicou Máximo.
Já o oficial de Finanças Jerônimo Urei fez questão de ressaltar a posição geográfica estratégica de Rondônia, especialmente Porto Velho, com a interligação terrestre com o Pacífico. “Não somente economicamente e comercialmente, mas também crescimento social, educacional e científico precisam ser trabalhados, em virtude da importância de Rondônia para a região e para a consolidação dessa integração com os países andinos”, completou.
Os representantes da Unesco solicitaram ao vice-governador que intercedesse junto aos secretários estaduais para que fosse possível apresenta-los um resumo das atividades e projetos que podem ser desenvolvidos em parceria. Uma reunião com os secretários de Estado, de diversas pastas, foi agendada para a manhã desta quarta-feira, no salão de reuniões da Junta Comercial do Estado de Rondônia (Jucer).

“É importante esse contato, para apresentarmos a nossa proposta de trabalho e definirmos, em conjunto com as secretarias de Governo, prioridades e ações que podemos efetivar. Por exemplo, há recursos para projetos sociais em Brasília que muitas vezes não são explorados e o apoio da Unesco pode ajudar na sua liberação. E esse é o nosso papel e uma das nossas propostas de trabalho”, explicou Máximo.
Já o oficial de Finanças Jerônimo Urei fez questão de ressaltar a posição geográfica estratégica de Rondônia, especialmente Porto Velho, com a interligação terrestre com o Pacífico. “Não somente economicamente e comercialmente, mas também crescimento social, educacional e científico precisam ser trabalhados, em virtude da importância de Rondônia para a região e para a consolidação dessa integração com os países andinos”, completou.

Entre os projetos discutidos, está a implantação de atividades nas escolas nos finais de semana, educação nos presídios, projetos de ecoturismo e nas áreas de ciências e tecnologia.

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News