Rondônia, sábado, 16 de outubro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Terça, 14 de Julho de 2015 - 16h42

Rondônia inicia venda de pirarucu criado em cativeiro para outros estados

RONDONIAGORA


Rondônia inicia venda de pirarucu criado em cativeiro para outros estados
A empresa Rondônia Alimentos realizou na manhã desta terça-feira, 14, a primeira despesca e o abate técnico do pirarucu criado em tanques de lona na propriedade do produtor Domingos Mendes no projeto de reassentamento Santa Rita a 65 quilômetros de Porto Velho. Por 8 toneladas da espécie, ele recebeu da empresa a importância de R$ 68 mil entregues durante cerimônia acompanhada por técnicos da Emater, representantes da empresa, Secretaria de Estado da Agricultura (Seagri) e o vice-governador Daniel Pereira (PT). “É um momento histórico para Rondônia. Estamos iniciando uma nova fase de desenvolvimento”, comemorou Daniel Pereira ao falar da perspectiva de chegar até 2018 a 250 mil toneladas de pescado e três frigoríficos em atividade. A Rondônia Alimentos prometeu iniciar a construção do seu abatedouro no Distrito Industrial de Porto Velho até o fim do ano. No reassentamento Santa Rita, o chamado projeto experimental Piraçaí foi desenvolvido pela Santo Antônio Energia e Governo de Rondônia. “A fase mais importante foi a comercialização. Fomos buscar a empresa interessada na compra do produto fora do Estado”, disse Rubens Nascimento, coordenador do Conder (Conselho de Desenvolvimento do Estado de Rondônia), Rubens Nascimento, que inicia uma nova jornada por São Paulo, Brasília e Goiânia atraindo investidores. Os técnicos da Emater explicaram que foi a primeira vez que a técnica foi aplicada no Estado. Só existia esse exemplo de criação no Maranhão. Na propriedade do senhor Domingos Mendes, os 400 alevinos de 60 gramas e 20 centímetros foram colocados em tanques, forrados com lona, e com água renovada diariamente no ano de 2012. No final de 2014, o peixe atingiu seu peso ideal para o abate, cerca de 13 quilos, mas não havia comprador interessado, o produtor aguardou o fomento do Governo. No abate de hoje, a Rondônia Alimentos levou peixes de 25 a 30 quilos no caminhão frigorífico direto para São Paulo. Lá o quilo do pirarucu com cabeça e limpo sai por R$ 25,00 e já conquistou o paladar dos grandes chefs de cozinha daquele Estado.

Investimentos de R$ 45 milhões

Diretor da Rondônia Alimentos, Láercio Aguiar explica que o grupo criou uma subsidiária no Estado e que está presente nos Estados Unidos e em toda a Europa. Em setembro, ele trará uma missão de investidores europeus para “vender” a espécie pirarucu no velho continente. O grupo também está construindo um frigorífico no Distrito Industrial de Porto Velho cujos investimentos chegam a R$ 45 milhões.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions