Rondônia, 03 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Secretário quer abrir penitenciária federal em Rondônia com pessoal contratado pelo estado

Quarta-feira, 21 Maio de 2008 - 19:59 | Agência Brasil


Para o secretário-adjunto de Justiça de Rondônia, Renato Eduardo de Sousa, uma das soluções para agilizar o início do funcionamento da nova penitenciária federal, recebida hoje (21) pelo Ministério da Justiça, em Porto Velho (RO), seria utilizar temporariamente homens da Polícia Militar ou agentes penitenciários contratados por meio de um concurso público realizado recentemente pelo estado.



Pela proposta, em troca do pessoal, a maior parte das vagas seriam destinadas a presos do estado de Rondônia.

Ele disse que já teve algumas conversas com o diretor do Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Maurício Kuehne, nas quais teria sugerido essa solução para o que ele acredita ser o principal problema na nova unidade prisional.

Pela proposta, em troca do pessoal, a maior parte das vagas seriam destinadas a presos do estado de Rondônia.

De acordo com Kuehne, há um pedido em andamento no Ministério do Planejamento para conseguir a autorização para realizar um concurso público específico para a Penitenciária Federal de Porto Velho.

Pelos cálculos do secretário-adjunto, mesmo que realize o concurso, “em menos de sete meses o governo federal não coloca em funcionamento o presídio que já está pronto”.

Na avaliação de Sousa, a importância da nova unidade não está no número de vagas que serão oferecidas - 208. “Em termos de vaga, não representa praticamente nada, mas em questão de segurança é muito importante, para acolher aqueles presos perigosos que têm no Brasil e, inclusive, em Rondônia. No estado, temos 25 desses presos na Penitenciária Federal de Catanduvas (PR)”, disse.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também