Rondônia, 08 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Geral

Sociedade discute nova política para a agricultura de Rondônia

Terça-feira, 15 Abril de 2008 - 17:22 | Wania Ressutti


Sustentabilidade, inclusão, diversidade, igualdade e solidariedade. Essas são as premissas básicas para uma política agrícola eficiente, discutidas durante a 1.ª Conferência Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, que acontece nos dias 15, 16 e 17, na sede do Sintero, em Porto Velho. O evento reúne os delegados eleitos nas conferências territoriais realizadas nos municípios de Rondônia e tem por objetivo final formular uma Política Nacional de Desenvolvimento para o Brasil Rural que contemple as diversidades sociais de acordo com cada região do País.



Para a realização da 1.ª Conferencia Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário foram realizadas conferências territoriais onde foram eleitos 237 delegados. Como membro dos Conselhos Municipais (CMDR) e Estadual (CEDR) de Desenvolvimento Rural, a Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) participou ativamente das Conferencias realizadas em seus municípios de atuação e é umas das parceiras da Conferencia Estadual. Para Domingos Antonio Prieto, chefe de Gabinete da Emater a realização dessas conferencias é muito importante para que a sociedade possa discutir as ações fortalecendo a agricultura familiar. Segundo Ivaldo Regalado, coordenador do escritório local da Emater e delegado do município de Ji-Paraná, uma das discussões de maior foco em sua região refere-se à questão ambiental. “É preciso que haja um fortalecimento da assistência técnica na área ambiental dentro do desenvolvimento econômico e sustentável”, diz. João Vilmar Rabelo, gerente da Emater em Ouro Preto do Oeste, diz que na sua região a discussão girou em torno da garantia da qualidade de vida somada à preservação ambiental. “Os agricultores querem saber como eles podem produzir e preservar ao mesmo tempo”, questiona enquanto Antonio de Assis Soares Furtado, gerente da Emater do município de Alvorada do Oeste alerta que a conferencia serve para garantir os direitos que os agricultores têm e que nem sempre são respeitados.

Segundo Luiz Rodrigues de Oliveira, coordenador de Programas do MMA e que representou a ministra Marina da Silva, “o mundo está chegando a sete bilhões de seres humanos” e o papel da agricultura é muito importante para a sua sobrevivência. Além de produzir alimentos e gerar renda, hoje existem mais dois novos papeis a serem desencadeados pela atividade agrícola que são: a produção de biocombustível, no qual o Brasil é liderança, e a conservação ambiental, a grande preocupação do mundo moderno. Para Oliveira a agricultura familiar é a agricultura do futuro, pois é a que “está mais preparada para enfrentar os novos desafios”.

Para a realização da 1.ª Conferencia Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário foram realizadas conferências territoriais onde foram eleitos 237 delegados. Como membro dos Conselhos Municipais (CMDR) e Estadual (CEDR) de Desenvolvimento Rural, a Associação de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Rondônia (Emater-RO) participou ativamente das Conferencias realizadas em seus municípios de atuação e é umas das parceiras da Conferencia Estadual. Para Domingos Antonio Prieto, chefe de Gabinete da Emater a realização dessas conferencias é muito importante para que a sociedade possa discutir as ações fortalecendo a agricultura familiar. Segundo Ivaldo Regalado, coordenador do escritório local da Emater e delegado do município de Ji-Paraná, uma das discussões de maior foco em sua região refere-se à questão ambiental. “É preciso que haja um fortalecimento da assistência técnica na área ambiental dentro do desenvolvimento econômico e sustentável”, diz. João Vilmar Rabelo, gerente da Emater em Ouro Preto do Oeste, diz que na sua região a discussão girou em torno da garantia da qualidade de vida somada à preservação ambiental. “Os agricultores querem saber como eles podem produzir e preservar ao mesmo tempo”, questiona enquanto Antonio de Assis Soares Furtado, gerente da Emater do município de Alvorada do Oeste alerta que a conferencia serve para garantir os direitos que os agricultores têm e que nem sempre são respeitados.

De uma forma geral, de acordo com os resultados das conferencias municipais, e que devem ser confirmadas na conferencia estadual, entre as demandas existentes está o fortalecimento do crédito rural e da assistência técnica. “É isso que alavanca o desenvolvimento”, enfatiza Prieto.

Além da participação de representantes dos ministérios de Desenvolvimento Agrário (MDA) e Meio Ambiente (MMA), o evento contou com a presença do delegado federal de Desenvolvimento Agrário, Olavo Nienow e de representantes do Governador Ivo Cassol, da Secretaria de Agricultura (Seapes) e dos organismos integrantes da CEDR.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também