Rondoniagora.com

Rondônia, 25 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Geral

TCU DETERMINA FISCALIZAÇÃO NOS CONTRATOS DA CERON

Terça-feira, 14 Outubro de 2008 - 12:29 | RONDONIAGORA.COM


A Secretaria de Fiscalização de Desestatização do Tribunal de Contas da União determinou fiscalização nos contratos de compra de energia das Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs) firmados pelas Centrais Elétricas de Rondônia (Ceron). Há diferenças de até 26% nos preços e alguns foram corrigidos retratoativo a 12 meses, como é o caso das Centrais Elétricas Belém (Eletrogoes), que fornecerá energia para a cidade de Pimenta Bueno.

A empresa já produz energia para região de Pimenta Bueno, mas o preço pago pelo megawatt é R$ 76,00 enquanto a Eletrogoes teve seu contrato reajuste e retroativo há 1 ano no valor de R$ 96. Essa segunda empresa não entrou em operação. Outras também tem valores bem maiores, como a Hidroelétrica Chupinguaia. A Ceron paga R$ 103,96.

Na realidade, a maior queixa no setor partiu do ex-deputado César Cassol, que preside o grupo que controla a Hidrelétrica Cassol Eletroprimavera, localizada no município de Primavera de Rondônia.

A empresa já produz energia para região de Pimenta Bueno, mas o preço pago pelo megawatt é R$ 76,00 enquanto a Eletrogoes teve seu contrato reajuste e retroativo há 1 ano no valor de R$ 96. Essa segunda empresa não entrou em operação. Outras também tem valores bem maiores, como a Hidroelétrica Chupinguaia. A Ceron paga R$ 103,96.

A aprovação da diligência nos contratos da Ceron é a primeira vitória da família Cassol na briga contra o Partido dos Trabalhadores (PT). O principal executivo da Ceron hoje chama-se Inácio Azevedo, presidente do PT de Porto Velho, e indicação da senadora Fátima Cleide (PT-RO), adversária ferrenha do governador Ivo Cassol (sem partido).
Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News