Rondônia, quarta-feira, 24 de abril de 2019
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Geral

Publicado em Terça, 19 de Março de 2019 - 11h04

Vídeo: Alunos e professores aumentam protestos em Porto Velho contra a morte de Joselita Félix

da Redação


Vídeo: Alunos e professores aumentam protestos em Porto Velho contra a morte de Joselita Félix

Várias manifestações estão sendo realizadas em protesto contra a morte da professora Joselita Félix da Silva, assassinada pelo ex-marido, Ueliton Aparecido da Silva no último domingo. Nesta terça-feira (19), um grupo realizou passeata e se concentrou em frente a sede dos poderes Legislativo e Judiciário.

Alunos e professores da Escola Marcelo Cândia, onde Joselita era supervisora escolar, seguiram emocionados por várias ruas de Porto Velho e pararam em frente à sede dos poderes Legislativo e Judiciário exigindo ações firmes dos órgãos para evitar morte de mulheres. Denunciaram a precariedade da sede da Delegacia Mulher, afirmando que o local não conta nem com água mineral.

Os manifestantes programam novas manifestações nesta terça-feira, durante sessão na Assembleia Legislativa. Confira vídeo:


Na segunda-feira (18), dezenas de estudantes e membros do corpo docente da faculdade Fimca também protestaram contra o frio assassinato da professora da instituição. O ato foi realizado pelas vias que dão acesso a faculdade, na Capital. Em tom de revolta, os manifestantes gritavam “Nós somos a Joselita”, “Somos a voz da Joselita” e ainda “As mulheres não querem flores, querem Justiça”.

Representantes do Rotary Clube Rio Madeira também declararam apoio ao movimento.

Delegacia da Mulher
Ao Rondoniagora, a advogada Karoline Monteiro, presidente da Comissão da Mulher Advogada da OAB de Rondônia, disse que o horário de atendimento da Delegacia da Mulher precisa ser 24 horas e esta será uma causa que a OAB vai abraçar, uma vez que a violência contra mulher não tem hora para acontecer e o atendimento é especial. “Se a vítima for para outra delegacia ela não vai ter o mesmo atendimento. Se a Joselita tivesse ido à delegacia especializada, quem sabe o desfecho não seria outro, mas infelizmente o fato aconteceu durante o fim de semana e a Delegacia da Mulher não estava funcionando”, destacou.

Questionado, o Governo do Estado de Rondônia informou que, “segundo a delegada de Polícia Civil, Fabrízia Alves, responsável pela Delegacia da Mulher, lá são atendidos somente feminicídios tentados. Os feminicídios consumados são investigados e processados pela delegacia de homicídios. A delegacia funciona de segunda a sexta de 7h30 a 19h30. Nos demais horários e fim de semana as vítimas podem procurar a delegacia mais próxima e caso seja flagrante, a Diflag realiza o procedimento. Para atender a demanda se faz necessário aumentar o número de efetivos policiais”.

O crime
A professora Joselita Félix da Silva, de 47 anos, foi morta a pauladas pelo ex-marido Ueliton Aparecido da Silva (35). Ele chegou a agredir a vítima na sexta-feira (15), foi preso, mas pagou fiança de R$ 4 mil e saiu pela porta da frente da Central de Flagrantes, poucas horas após agredi-la verbal e fisicamente.

Após as primeiras agressões, Joselita procurou abrigo na casa do pai, Francisco Félix da Silva, de 74 anos, mas o assassino seguiu até lá, matou a ex-esposa a pauladas e ainda espancou o idoso que tentou defender a filha. Francisco segue internado no Hospital João Paulo II.

A professora foi enterrada na segunda-feira (18) de manhã, no cemitério do Hospital Santa Marcelina, em Porto Velho, sob forte comoção de familiares, amigos e colegas de trabalho.


(Disponível em https://www.rondoniagora.com/geral/video-alunos-e-professores-aumentam-protestos-em-porto-velho-contra-a-morte-de-joselita-felix)
Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions