Rondônia, sexta-feira, 12 de agosto de 2022
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Nacional

Publicado em Segunda, 04 de Julho de 2022 - 13h03

As 5 melhores clínicas de transplante capilar do Brasil

da Redação


As 5 melhores clínicas de transplante capilar do Brasil

transplante capilar é um procedimento simples, mas não deixa de exigir os devidos cuidados como toda cirurgia. Quem toma a decisão de ir em busca dessa solução para a calvície deve estar ciente da importância e seriedade do procedimento, principalmente quanto ao local onde será realizado e o médico responsável.

Mesmo com o avanço da ciência e modernização das técnicas de transplante de cabelo, é primordial que seja executado por um profissional preparado e qualificado para assegurar um resultado natural e bem sucedido, afinal o que está em jogo é a aparência e autoestima do paciente.

A procura pela cirurgia no Brasil cresceu de forma acelerada nos últimos anos, o que favoreceu o surgimento de excelentes clínicas de transplante capilar no país, lideradas por especialistas conceituados no tratamento para queda dos fios.

Vejamos a seguir algumas das clínicas de enxerto capilar mais bem avaliadas para auxiliar na escolha de quem deseja recuperar os cabelos em boas mãos.

As 5 melhores clínicas de transplante de cabelo no Brasil

1- Capilclinic

Capilclinic Brasil é uma das clínicas de transplante capilar do grupo internacional presente em vários países, como Turquia, Espanha, Colômbia e México. Localizada na cidade de São Paulo, a unidade brasileira oferece pacotes com valores justos e acessíveis para garantir ao maior número de pessoas o tratamento definitivo para a calvície.

Esse pacote VIP da Capilclinic inclui o transplante com a Técnica FUE ou DHI com folículos ilimitados, medicamentos, kit pós-operatório e acompanhamento do paciente de maneira presencial ou à distância.

Além disso, a Capilclinic trabalha com o método MIN TIME FUE, que mantém pelo menor tempo possível os folículos capilares fora do corpo durante a cirurgia, o que minimiza a perda e aumenta a eficácia do enxerto capilar. Esses folículos são classificados durante a extração e implantados conforme o tempo de retirada, que na clínica nunca passa de 120 minutos.

2- Dr.Diogo Coimbra

A Clínica Dr. Diogo Coimbra, situada no Rio de Janeiro, capital, possui mais de uma década de experiência em transplante de cabelo com resultados 100% naturais e bem sucedidos, conforme avaliação dos clientes.

A clínica não trabalha com tratamento padronizado, oferecendo um procedimento personalizado conforme o perfil de cada paciente. As cirurgias são realizadas em um espaço com infraestrutura hospitalar para proporcionar maior segurança e bem-estar a quem está em busca da realização do sonho de ter de volta os cabelos e espera o melhor desfecho.

3- Clínica Ruston

A Clínica Ruston também é referência no Brasil em transplante capilar, sobretudo pelo Dr.Antonio Ruston, cirurgião que se destaca pelo senso estético e perfeccionismo para alcançar o máximo de naturalidade e densidade nos procedimentos que realiza.

A clínica possui equipamentos avançados tecnologicamente, como microscópios de alta potência para separação das unidades foliculares no momento do transplante capilar. Oferece as melhores técnicas para recuperação dos cabelos, além de outros tratamentos complementares para calvície, tanto em homens quanto em mulheres.

4- Clínicas Volk

Com unidades nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina, as Clínicas Volk também se destacam no país como as melhores para transplante capilar. Oferecem ainda outros tratamentos para os fios, como mesoterapia, microagulhamento e LED capilar.

As Clínicas Volk têm por missão melhorar a autoestima do paciente afetada pela perda dos cabelos, e para isso contam com uma equipe de mais de dez profissionais qualificados e dedicados a cumpri-la. Utilizam para o transplante capilar as técnicas FUE, FUT e híbrida. O grupo foi pioneiro na região Sul em transplante com o método FUE, que associado a microscópios 3D obtém os melhores resultados nas cirurgias executadas, razão por estar entre as maiores do Brasil atualmente.

5- Clínica Bremen

A Clínica Bremen fica localizada em Uberlândia, Minas Gerais. Pertence ao Grupo de Freitas e oferece os tratamentos capilares mais modernos do mercado para garantir aos pacientes resultados excelentes e satisfatórios.

A clínica se destaca pelo transplante capilar com a técnica FUE, mas principalmente pela humanização e personalização nos atendimentos prestados, com análise e diagnóstico únicos. Além disso, garante o acompanhamento do paciente após o procedimento até o crescimento completo do cabelo, com avaliações gratuitas depois de 3, 6 e 12 meses do transplante. O cliente também recebe um álbum de fotos com todas as etapas do enxerto capilar para que veja o antes e depois e a evolução do processo pelo qual passou.

As 5 melhores clínicas de transplante capilar do Brasil

A evolução do transplante capilar

A técnica de transplante capilar utilizada ainda hoje foi criada em 1939 por um dermatologista japonês chamado Dr. Okuda. Em um estudo, ele apresentou 200 casos de reconstrução de alopecias de origem cicatricial, provenientes de queimaduras.

Dr. Okuda utilizou pequenos enxertos de couro cabeludo (entre 1 a 5 mm de diâmetro), colocados nas áreas afetadas pela queimadura e constatou que os fios continuavam a crescer depois de serem enxertados.

Assim, estabeleceu os princípios de transplante capilar pelo método de tufos, pequenos fragmentos do couro cabeludo com diversos folículos pilosos, retirados das áreas temporoccipitais não atingidas pela calvície.

Em 1952, Dr. Norman Orentreich, um dermatologista de Nova Iorque, começou a fazer um experimento semelhante à técnica do Dr. Okuda para cirurgia de transplante capilar. Ao fazer a extração dos folículos da área doadora e transplantar para a região calva, verificou que os fios transplantados na área de calvície mantinham as características originais de onde foi removido.

Com isso, ficou comprovado que o fio retirado de uma região do couro cabeludo que não continha o código genético para a calvície, conservava essa característica quando transplantado para uma área com perda, o que significa que o cabelo transplantado não cai. Assim, Dr. Orentreich oficializou o transplante capilar moderno.

Na década de 80, novos estudos foram feitos com a utilização de enxertos menores, denominados de minigrafts e micrografts, em que se notou uma considerável melhoria estética comparada com as técnicas anteriores. Na mesma década, Dr. Headington, após uma pesquisa laboratorial sobre o couro cabeludo, verificou que o cabelo cresce em pequenos grupos contendo de 1 a 4 fios. Esse conjunto de fios foi definido como Unidade Folicular.

No fim dos anos 80 surge a técnica do punch, com a obtenção de enxertos menores através do uso de cilindros de pele, permitindo com isso uma linha anterior mais natural. Foi daí que surgiu a ideia de obter os cabelos da área doadora pela extração de um fuso de pele (FUT), dividindo-o em seguida em enxertos com 1 a 2 fios (microenxertos) e 3 a 8 fios (mini-enxertos).

Em 1988, o cirurgião Bobby Limmer usa pela primeira vez o microscópio durante o transplante capilar para dissecar os enxertos e conseguir unidades foliculares com 1 a 3 pelos. Isso permitiu resultados mais naturais, entretanto a cirurgia se tornou mais demorada e com a necessidade de uma equipe maior envolvida.

Nos anos 90, o norte-americano William Rassman, com o intuito de evitar cicatrizes e diminuir a morbidade na área doadora, apresentou o método de extração de unidade folicular através de micropunchs e o nomeou de FOX ( Folicular unit extraction). Atualmente essa é a denominada de técnica FUE (Folicular Unit Extraction), que pode ser utilizada tanto na região doadora do couro cabeludo, como em outras partes do corpo, como pelos da barba, tórax e membros.

A FUE é a técnica mais aplicada no mundo para transplante capilar. Com ela, unidades capilares são extraídas uma a uma da área doadora, sem necessidade de corte, razão pela qual a cicatriz é imperceptível. Ela permite o transplante fio a fio, chamado de microtransplante capilar. Dessa forma, o número de unidades foliculares aumentou consideravelmente, possibilitando uma densidade capilar maior. E desde então outros métodos para a cirurgia de transplante capilar vêm sendo criados, como a técnica híbrida (FUT+FUE), a BHT (Body hair transplant) e a FUE robótica.

Conclusão

Como podemos ver, o transplante Capilar é a cirurgia que mais evoluiu nos últimos anos, com novas técnicas ou a junção delas, além do desenvolvimento de novos instrumentos para extração e implantação dos folículos, bem como ferramentas de avaliação pré-operatória que também propiciaram esse grande avanço no tratamento para recuperação dos cabelos.

Essa evolução no procedimento possibilitou o alcance de resultados cada vez mais naturais e estéticos, sem aquele aspecto de “cabelo de boneca” como era visto antes. Não é possível dizer que existe a melhor técnica de transplante capilar, uma vez que todas as existentes hoje são eficazes na busca da solução para a calvície.

O que há na verdade é a técnica ideal para cada caso, que será identificada após uma avaliação do paciente por um profissional experiente e qualificado, que irá junto com o cliente definir o método mais adequado. Muito além do avanço tecnológico, a experiência da equipe e do especialista responsável são fundamentais para obter um resultado bem sucedido e satisfatório do transplante capilar.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions