Rondoniagora.com

Rondônia, 24 de Setembro de 2022
Banner
Siga o Rondoniagora

Nacional

DNIT CONFIRMA RESTAURAÇÃO COMPLETA DA 364 EM RONDÔNIA

Sexta-feira, 06 Junho de 2008 - 11:17 | DNIT


DNIT CONFIRMA RESTAURAÇÃO COMPLETA DA 364 EM RONDÔNIA
Diretores do Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes – DNIT e representantes das empresas de engenharia vencedoras das licitações, se reuniram para assinar o cumprimento da 2° Etapa do Programa de Contratos de Restauração e Manutenção de Rodovias Federais, o CREMA, na BR-364 do Estado de Rondônia, que vai de Vilhena a Porto Velho. Contemplando o Estado com um total de 700,60 quilômetros de vias totalmente reformadas, tal medida visa proporcionar melhores condições de trafegabilidade e segurança aos usuários

O Programa CREMA deu um novo enfoque para as atividades no setor, ao implementar a sistemática de terceirização da conservação, restauração e manutenção das rodovias. Os contratos são mais longos, com prazo de cinco anos; após a restauração dos segmentos críticos do trecho contratado, com duração de cerca de dois anos, a conservação geral é mantida por mais três anos.

Estavam presentes na reunião, o diretor geral do DNIT, Luiz Antônio Pagot, o diretor de Planejamento e Pesquisa do DNIT, Miguel de Souza, o diretor de execução do DNIT, José Henrique Coelho Sadoc, o diretor da empresa Contécnica, Márcio Aquino, o representante do Consócio ICOPLAN-JDS, Carlos Eduardo Cintra, a diretora da empresa Direção, Sílvia Rejane Santos e o representante da empresa Engefoto, William dos Santos.

O Programa CREMA deu um novo enfoque para as atividades no setor, ao implementar a sistemática de terceirização da conservação, restauração e manutenção das rodovias. Os contratos são mais longos, com prazo de cinco anos; após a restauração dos segmentos críticos do trecho contratado, com duração de cerca de dois anos, a conservação geral é mantida por mais três anos.

A empresa contratada fica responsável, com a fiscalização do DNIT, pela execução dos seguintes serviços: detalhamento do projeto executivo; recuperação inicial intensiva, estrutural e/ou funcional do passivo ambiental; recuperação das obras de arte especiais; sinalização e obras complementares; melhoramentos operacionais e de segurança; e implantação e operação de balanças móveis. Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News