Rondônia, 07 de Dezembro de 2022
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Nacional

Jogadores do Guajará e Rolim, ex-técnico do RSC e PC Schardong são julgados pelo TJD nesta quinta

Quinta-feira, 12 Maio de 2016 - 18:45 | Da Redacao


O Tribunal de Justiça Desportiva de Rondônia (TJD-RO) vai julgar nesta quinta-feira os jogadores Francisco G. Melo, do Guajará, Marlon L. S. de Oliveira, do Rolim de Moura. E ainda, apesar de não estar mais sob o comando do Rondoniense, o técnico Ariel volta ao bando dos réus por descumprir uma decisão do próprio TJD. Assim como Paulo César Schardong, o treinador do Real Desportivo.

Francisco será julgado pelo artigo 254, caput, § 1º e inciso I, do CBJD, que trata prática de jogada violenta. O atleta foi expulso da partida entre Morumbi e Guajará ainda no primeiro turno da competição. O árbitro Sidnei Pereira de Oliveira flagrou um pisão do jogador do Glorioso em cima de Pina, do Morumbi, numa disputa de bola. A pena para a infração é de suspensão de uma a seis partidas.

Já Marlon será julgado pelo artigo 254, caput, § 1º e inciso I, e também pelo Art. 258, que trata de conduta antidesportiva. No confronto do Rolim de Moura contra o Rondoniense no Aluizão, também na primeira fase do estadual, o atleta foi expulso após receber o segundo cartão amarelo por jogo duro, segundo o árbitro Esmerindo Ferreira Filho.

Por outro lado, o ex-treinador do RSC Ariel Mamede, será julgado por descumprir a decisão do TJD que decidiu “aplicar a pena pecuniária no valor de R$ 500 para pagamento em 48 horas, sob pena de que não o fazendo, fique impedido de participar desta ou de qualquer outra competição até o efetivo pagamento dos débitos em aberto para com a Justiça Desportiva”.

Mesmo situação está o PC Schardong, que também descumpriu a decisão do TJD, quando foi condenando “às sanções do art. 243-F do CBJD aplicando-lhe a suspensão de 01 partida mais multa pecuniária de R$ 500 para pagamento em 48 horas, sob pena de não o fazendo, que fique impedido de participar desta ou de qualquer outra competição até o efetivo pagamento dos débitos em aberto para com a Justiça Desportiva”.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também