Rondônia, quarta-feira, 20 de janeiro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Terça, 07 de Maio de 2013 - 16h40

ABORDADO POR VIATURA NO DIA EM QUE MATOU MENOR, PM ALEGOU QUE ESTAVA PERSEGUINDO ASSASSINO

RONDONIAGORA


ABORDADO POR VIATURA NO DIA EM QUE MATOU MENOR, PM ALEGOU QUE ESTAVA PERSEGUINDO ASSASSINO
Uma viatura da PM abordou o soldado João Pedro da Silva Filho na última sexta-feira, momentos depois dele ter atirado e matado o menor Samuel Costa Fernandes, 14 anos que estava em frente à escola São Luís, na Rua Mario Andreazza com José Amador dos Reis na última sexta-feira em Porto Velho. Em fuga em uma motocicleta, ele disse aos colegas que estava em perseguição na busca do assassino. As declarações fazem parte do depoimento do policial militar, que garante ter atirado acidentalmente, no momento em que foi seguro por parentes de sua companheira, em frente ao bar onde o crime ocorreu. Ele contou que na verdade queria se defender do padrasto de sua mulher, um homem violento, que puxou uma faca contra ele.Na Delegacia de Crimes Contra a Vida, o soldado João Pedro da Silva disse que a confusão começou no momento da entrega de “vinte pranchas de madeira”, negociadas com o padrasto da sua mulher (identificado por Antônio Jorge) pelo valor de R$ 500. A entrega não foi feita conforme o combinado e ele descobriu que a madeira era de baixa qualidade. Desfez o negócio e no dia do crime foi ao bar em frente à escola levar alimento para a sua filha, quando Antônio Jorge esbarrou nele, jogou uma bicicleta e puxou uma faca. O PM estava em uma moto e conta que saltou do veículo, mas acabou sendo segurado por um homem e uma mulher pelas costas. Antônio Jorge, diz o depoimento, teria avançado contra o acusado e o ameaçado de morte. “tentou duas vezes sacar sua arma, visto que estava sendo segurado por Ney e Marlucia. Que enfim conseguiu sacar da arma e deflagrou um tiro de forma acidental, visto que duas pessoas seguravam o seu braço”, afirmou.

O tiro não atingiu o padrasto da esposa, mas o menor que estava em frente à escola.

Até se entregar na Delegacia na segunda-feira, João Pedro da Silva disse que estava escondido na casa de amigos. Ele disse que o homem com quem se desentendeu já teria assassinado uma pessoa em 2005.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions