Rondônia, sexta-feira, 15 de janeiro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Sexta, 21 de Janeiro de 2011 - 09h26

Cinco irmãos continuam presos por suspeita de morte em templo

RONDONIAGORA e Jornal Policial


Cinco irmãos estão presos há um mês por serem os principais suspeitos do assassinato de Edvan Leitão da Costa, conhecido por Edvan Caçambeiro. Eles ficaram presos temporariamente, mas a partir desta quinta-feira, 20, passaram a ficar preso preventivamente. Os acusados são Raidiacleciano Cordeiro da Silva, Josalo Cordeiro da Silva, Ludenilson Bizerra da Silva, Raidialuz Cordeiro da Silva e Raimisaranlei Cordeiro da Silva. Eles tentaram relaxamento da prisão, mas no último dia 14 o juiz Enio Salvador Vaz da 2ª vara do tribunal do júri negou e manteve a prisão de todos.

De acordo com o delegado titular da delegacia de Homicídios, Márcio Moraes os investigadores da especializada levantaram provas suficientes e indícios fortes de que os irmão se associaram e mataram premeditadamente a vítima com requintes de crueldade. Um sexto irmão, Radialuz Cordeiro da Silva, foi o único que deixou a prisão, já que o delegado disse que juridicamente ele não tinha como pedir a prisão preventiva do suspeito, mas continua como suspeito para a polícia.

Edvan Caçambeiro teria sido seqüestrado, torturado e assassinado pelos irmãos no interior de um templo de uma seita dissidente da União do Vegetal fundada pelo pai dos suspeitos, Augusto Jerônimo da Silva, conhecido por Mestre Augusto e Augusto Queixada. Quando os irmãos foram presos, havia a informação de que a vítima também tinha sido esquartejada e queimada, mas esta informação não se confirmou. O corpo de Edvan continua desaparecido, e os suspeitos negam a autoria do crime.

A motivação para o assassinato seria vingança. Os filhos de Mestre Augusto não estavam satisfeitos com a justiça e nem com a polícia, eles entediam que o caso do assassinato do pai e inclusive as sete tentativas de homicídio sofridas pelo genitor, segundo contam, não estava sendo solucionado e que o verdadeiro autor de todos estes crimes continua solto e impune, por isto teriam resolvido fazer justiça com as próprias mãos.

A polícia tem muitas horas de escuta telefônica que confirmariam a participação e a existência do plano de matar Edvan, mas até o momento este conteúdo está sendo mantido em segredo de justiça. A investigação foi feita em conjunto pelas delegacias de homicídios e de patrimônios, eles foram presos nas vésperas do Natal do ano passado. A última vez que Edvam teria sido visto com vida foi no começo de setembro de 2010, no bairro Cidade Nova na zona Sul da Capital. O delegado tem dez dias para concluir o inquérito.

Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions