Rondônia, terça-feira, 19 de janeiro de 2021
Últimas Notícias   Rondoniagora.com no Facebook Rondoniagora.com no Twitter Rondoniagora.com no Youtube

Polícia

Publicado em Segunda, 12 de Março de 2012 - 17h20

CONFIRA EM VÍDEO A PRISÃO DE SEQUESTRADORES EM PORTO VELHO

RONDONIAGORA


O delegado José Marcos, responsável pelas investigações que levaram a prisão do bando envolvido no sequestro de Rodolfo de Holanda Freitas, filho do dono do Colégio Classe “A” detalhou as ações policiais para desvendar o caso. Os irmãos Heber Rocha de Souza e Marvin Rocha Serpa, e o casal Eder Maia de Araújo e Luciene Barroso Silva, são apontados como os criminosos. Rodolfo foi abordado quando saia da Boate Broadway. No sequestro, os infratores utilizaram o próprio carro da vítima. Ele foi levado para dois cativeiros distintos, onde foi mantido durante três dias.

Durante o período de encarceramento, Marvin era o responsável pela negociação. Inicialmente, ele pedia R$ 1 milhão pelo resgate. Durante as negociações chegou-se ao valor mínimo de R$ 500 mil. A liberação da vítima ocorreu na BR – 364 próximo a Unir. A polícia acompanhava tudo de perto, mas optou para prender os infratores em uma segunda etapa para resguardar a vida da vítima.

Após descobrir que Marvin, negociador e mentor do sequestro, viajaria a Manaus, a Polícia monitorou seus passos. A investigação resultou na prisão dos envolvidos no aeroporto de Porto Velho. A Polícia ainda conseguiu recuperar R$ 378 mil.

Outro detalhe revelado pela Polícia é que a quadrilha que sequestrou Rodolfo de Holanda Freitas, fazia planos para embarcar nesta segunda-feira para Rio Branco, Acre, onde pretendia cometer outro crime de natureza idêntica ao praticado em Porto Velho.

A investigação que resultou na prisão de quatro pessoas e no indiciamento de mais duas, contou com a atuação integrada de 70 homens de todas as delegacias, incluindo o Grupo de Combate ao Crime Organizado, recentemente criado pela Sesdec e a Companhia de Operações Especiais (COE) da Polícia Militar. Para ajudar a desvendar o caso, a Polícia Federal também apoiou as investigações cedendo equipamentos de inteligência.

Ao contrário das especulações que associam esse tipo de crime à instalação do presídio federal em Porto Velho, Marcelo Bessa, secretário estadual de Segurança Pública, disse em entrevista coletiva que tudo não passa de um mito. “Os presos são monitorados e não tem contato com ambiente externo. Nem nesse crime nem em outros como furtos com arrombamentos e explosões, existem provas concretas ou indícios que apontem para a participação de apenados de dentro do presídio federal”, destacou Bessa.

Confira a seguir como ocorreu a prisão de Marvin Rocha Serpa, e o casal Eder Maia de Araújo e Luciene Barroso Silva. Eles foram presos neste domingo. O casal aguardava a chegada de Marvin, que havia ido a Manaus com parte do dinheiro.


Rondoniagora.com





2016 © Rondoniagora.com - Jornal Rondoniagora é uma publicação de Central de Jornalismo, Produção, Marketing e Assessoria Ltda. Todo o noticiário, incluindo vídeos, não podem ser publicados, retransmitidos por broadcast, reescritos ou redistribuídos sem autorização escrita da direção, mesmo citando a fonte.

Avenida Guaporé, 4248 - Bairro Igarapé - Porto Velho - RO (69) 3225-9705

Desenvolvido por
Idalus Internet Solutions