Rondônia, 21 de julho de 2024
Jornal Rondoniagora
Siga o Rondoniagora

Polícia

Em Porto Velho, duas mulheres são mantidas em cárceres pelos maridos e são salvas pela PM

Quarta-feira, 06 Dezembro de 2023 - 08:13 | Redação


Em Porto Velho, duas mulheres são mantidas em cárceres pelos maridos e são salvas pela PM

Dois casos de mulheres que foram espancadas, torturadas e mantidas em cárcere privado, foram registrados pela Polícia Militar em Porto Velho, nesta terça-feira (5).

O primeiro caso aconteceu no bairro Nova Floresta, zona sul da cidade. Uma mulher, de 29 anos, foi à vítima desse crime, e o agressor Francisco F.M.B.J., 34 anos, foi preso.

Os policiais foram até o imóvel após uma denúncia anônima. No momento em que a vítima avistou a equipe, começou a gritar e chorar, pedindo ajuda, dizendo que estava trancada.

Para salvar a mulher, os militares precisaram arrebentar o cadeado do portão. Aos policiais, a mulher relatou que estava sendo mantida em cárcere privado pelo esposo, há três dias, e que durante esse tempo, ela era agredida, ameaçada de morte com uma faca no pescoço, torturada e teve um dos seus dedos cortados.

A vítima disse ainda, que todas as vezes que o esposo saia de casa, ao retornar, ele iniciava mais uma sessão de tortura e agressão. 

Durante o tempo em que os policiais estavam narrando o boletim de ocorrência, Francisco chegou no local e recebeu voz de prisão.

Horas depois, mais uma caso foi registrado. Dessa vez, a vítima, uma mulher, de 27 anos, e o autor do crime André L.S.T., 27 anos, não foi preso. O caso aconteceu em uma residência, no bairro Cascalheira, zona leste da capital.

Os policiais estavam em patrulhamento, quando observaram a vítima correndo, em direção à equipe e gritando por socorro.

Chorando muito, a mulher disse que estava sendo mantida em cárcere privado, em casa, pelo marido, há cerca de uma semana.

A vítima disse que durante o tempo em que estava presa em casa, era agredida com socos, tapas, ameaçada com uma faca e foi obrigada a manter relações sexuais com o agressor sem seu consentimento. Ela afirmou ainda, que foi sufocada várias vezes.

Aos policiais, a mulher disse que conseguiu fugir de casa, após um descuido do marido.

Os policiais tentaram entrar na casa para realizar a prisão do agressor, mas não conseguiram, já que o muro do imóvel era muito alto e o homem não abriu o portao.

As duas vítimas foram levadas para o hospital, e a Polícia Civil vai investigar os dois casos de violência contra mulher.

Rondoniagora.com

SIGA-NOS NO Rondoniagora.com no Google News

Veja Também